A Fundação Serralves avaliou os “milhares de pessoas” que todos os anos de deslocavam à ‘Festa do outono’, que é dedicada à família e celebra a chegada da nova estação, e considerou que “fazia sentido alargar a festa para os dois dias”, explicou à Lusa fonte das relações públicas daquela instituição.

O Parque de Serralves abre as portas no sábado à população a partir das 10:00, com entrada gratuita para todos, e durante os dois dias oferece ateliês para reavivar antigas tradições e costumes do outono, como um sobre o ‘Ciclo da lã’ ou outro sobre a arte da cestaria e a construção de cestos de vime, do início ao fim.

Saber como se tira o mel das colmeias das abelhas, como se retira o leite das vacas ou como se fazia roupa antigamente ou ter contacto com animais como o burro de Miranda, o cavalo garrano do Gerês ou a vaca de raça Bordaleira de entre Douro e Minho são outras iniciativas que a ‘Festa de outono 2016’ oferece.

Na programação de Serralves há também percursos de biodiversidade pelos parques, teatro, oficinas, uma feira de artesanato urbano, um mercado com produtos frescos ligados a um modo de vida saudável e concertos de música para complementar o cartaz de animação gratuita.

As atividades terminam nos dois dias às 19:00.

A entrada para a ‘Festa do outono’ faz-se pelo portão da Avenida Marechal Gomes da Costa ou pelo portão da Rua Bartolomeu Velho, 141.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.