Este é o Ano Internacional para o Desenvolvimento do Turismo Sustentável, de acordo com a ONU, o que significa que um pouco por todo o mundo vão decorrer iniciativas para que este setor seja mais sustentável a nível económico, social e ambiental. E cada viajante pode fazer a sua parte através de alguns comportamentos: respeitar as tradições e cultura dos países que visita, comprar no comércio local ou evitar ir a atrações que envolvam animais selvagens em cativeiro.

Portugal, que brilhou nos World Travel Awards em 2016, vai continuar a ser um destino muito apetecível. Bom tempo, boa comida, cidades encantadoras, natureza exuberante nas ilhas e segurança são alguns dos ingredientes que fazem do nosso país um local que já entrou no mapa do turismo mundial.

Enquanto na Europa vamos continuar a adorar as "city breaks", cada vez mais facilitadas pelos voos "low cost", noutros pontos do mundo, há cidades longínquas que devem ganhar ligações diretas, sem escalas, o que significa estar 17 ou 19 horas a voar, entre Perth, na Austrália, e Londres, na Inglaterra, ou entre Singapura e Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Veja também: Os melhores destinos 'low cost' de 2017

Devido à ameaça terrorista latente, a segurança vai continuar a ser uma preocupação constante para quem viaja, com reforço de policiamento em aeroportos, grandes eventos e atrações turísticas.

Uma coisa é certa, os próximos tempos são empolgantes e também desafiantes para o turismo mundial. Veja a nossa galeria de fotos e descubra mais tendências e modas que vão marcar a agenda do setor das viagens.

Veja também: Os países mais perigosos e mais seguros para 2017

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.