Visitar Cracóvia é ser transportado atrás no tempo para uma terra de contos de fadas, onde tudo parece ter sido pensado ao pormenor para oferecer a quem a visita um ambiente mágico, construído por edifícios de traça antiga impecavelmente preservados, e uma sensação de quase conseguirmos ver gentes de outrora a passearem-se nas suas ruas. Mas engane-se quem pense que Cracóvia é só História. Esta é uma cidade com uma vasta oferta a nível gastronómico e entretenimento, estando repleta de inúmeros restaurantes, bares e discotecas.

Veja abaixo uma lista dos locais a visitar e clique na fotogaleria para descobrir um pouco mais da segunda maior cidade da Polónia.


 Castelo Real de Wawel

Cracóvia, Polónia
créditos: Maria João Proença (Joland Blog)

O edifício mais imponente e fascinante de Cracóvia é o primeiro da lista pela obrigatoriedade da sua visita. Em tempos local habitado pela realeza polaca, é hoje um museu dividido em 5 diferentes secções, para as quais é necessário adquirir um bilhete separado: os Quartos do Estado, os Apartamentos Reais Privados, a Tesouraria e Armoraria, o Wawel Perdido e Arte Oriental.

Website: https://www.wawel.krakow.pl

A Fábrica de Schindler

Cracóvia, Polónia

Poucas são as pessoas que não tenham visto pelo menos uma vez na vida o premiado filme A Lista de Schindler. Um grande herói da II Guerra Mundial, Oskar Schindler conseguiu salvar a vida de milhares de judeus através da sua fábrica. É em Cracóvia que se encontra esta fábrica, hoje um museu que oferece uma visão muito interessante e educativa sobre a vida em Cracóvia durante a ocupação nazi.

Website: https://www.mhk.pl

Minas de Sal Wieliczka

Cracóvia, Polónia

Localizadas a poucos kms de distância de Cracóvia, as Minas de Sal Wieliczka, Património da Humanidade da UNESCO, são hoje em dia um dos locais mais visitados na Polónia, chegando a receber cerca de 1 milhão de turistas por ano. Construída há mais de 700 anos atrás, as minas oferecem uma visão impressionante sobre o antigo trabalho de recolha subterrânea de sal, numa visita feita num ambiente absolutamente fascinante. No seu interior encontra-se ainda a catedral subterrânea com mais pormenores decorativos do mundo.

Website: https://www.wieliczka-saltmine.com

Catedral de Wawel

Cracóvia, Polónia

Esta Catedral de estilo gótico, localizada junto ao Castelo Real de Wawel, foi palco de inúmeros eventos históricos da nobreza e realeza polaca entre os quais coroações, funerais, casamentos e batizados. Ao visitar a Catedral não se esqueça de subir até ao topo da sua torre onde encontra um enorme sino que, diz a lenda, oferece desejos a quem os pedir tocando-o com a mão esquerda.

Website: http://www.katedra-wawelska.pl/

Praça do Mercado (Rynek)

Cracóvia, Polónia

A grande Praça do Mercado de Cracóvia, conhecida por Rynek, é um dos grandes centros gravitacionais da cidade. Datada de 1257, a praça estende-se por 200 metros sendo considerada uma das maiores praças medievais da Europa. Está rodeada por vários edifícios de traça antiga e é, desde sempre, palco de importantes manifestações, desfiles e acontecimentos históricos.

O mercado Sukiennice

Cracóvia, Polónia
créditos: Maria João Proença (Joland Blog)

Localizado precisamente na Praça do Mercado, o Sukiennice é considerado o “centro comercial” mais antigo da Europa. Este imponente antigo mercado de tecidos, datado do século 14, passou por vários altos e baixos ao longo dos séculos. Hoje em dia é essencialmente procurado por turistas que o visitam em busca de recordações para levar consigo para casa.

Basílica de Santa Maria

Este imponente edifício, localizado na Praça do Mercado, em pleno centro histórico de Cracóvia, é uma das construções mais bonitas da cidade. De hora a hora, soa do topo da sua torre mais alta, o som de um trompete que é tocado em direção a cada um dos pontos cardeais sucessivamente. É possível visitar o seu interior através da porta lateral no lado sudeste da basilica.

Website: http://mariacki.com

Kazimierz, o Bairro Judeu

Cracóvia, Polónia

Localizado a sul do centro histórico, o bairro de Kazimierz foi durante séculos o centro da vida judia em Cracóvia. Após um largo período de abandono, volta a ser “redescoberto” durante os anos 90, sendo hoje um dos bairros com mais vida cultural e noturna da cidade, cheio de restaurantes, bares, galerias de arte, sinagogas e cafés. No Verão, o bairro é palco do Festival da Cultura Judia que atrai visitantes de todo o mundo.

Praça dos Heróis do Ghetto (Plac Bohaterów Getta)

Cracóvia, Polónia
créditos: photo: Wojciech Wandzelwww.WandzelPhoto.com

Situada na zona que em 1941 era ocupada pelo Ghetto judeu de Cracóvia, esta praça era o local onde os judeus se concentravam e deixavam os seus bens e mobílias antes de serem deportados para os campos de concentração. Hoje em dia é ocupada por um monumento que representa a memória de milhares de pessoas que daqui partiram para a sua quase certa morte durante um dos períodos mais negros da História mundial. É aqui também que se encontra o único estabelecimento comercial não judeu que continuou em funcionamento durante a ocupação nazi, a farmácia Apteka Pod Orlem.


Links Úteis

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.