A Terceira é um verdadeiro paraíso para quem privilegia o contacto com a natureza. Ideal para umas férias em família ou mesmo para uma escapadinha, a ilha oferece paisagens de cortar a respiração, em terra firme e também debaixo de água,

Do verde das pastagens ao azul do mar

Terceira: um destino de sonho para os amantes da natureza
créditos: GTPV / CC BY-SA 4.0

Serra do Cume – Espetacular é apenas um dos muitos adjetivos que descrevem uma das maiores atrações da ilha. Resultado de uma erupção vulcânica, a formação rochosa destaca-se pela exuberância e por proporcionar uma vista única. Do seu miradouro mais alto avista-se a cidade da Praia da Vitória, a Base Aérea e a Planície das Lages, mas também as afamadas “mantas de retalhos”, designação que receberam os quadriláteros de plantações separados por muros de pedra vulcânica.

Serra do Facho – Este miradouro fica localizado na Praia da Vitória e oferece uma vista fantástica sobre o mar, a baía e a marina. Um dos locais mais procurados pelos turistas, permite ainda avistar as Serras do Facho e do Cume. O local abriga o monumento do Imaculado Coração de Maria, uma estátua em bronze de seis metros de altura, da autoria do micaelense Álvaro Raposo de França. Homenagem à padroeira da cidade, levou 16 anos a ser construído, tendo sido inaugurado em 1999.

Serra da Ribeirinha – Esqueça tudo o resto e deixe-se levar pela vista panorâmica da costa sul da ilha. Ao verde das pastagens junta-se o casario de Angra do Heroísmo. No mar, o olhar alcança os Ilhéus das Cabras.

Descobrir a ilha a pé

Terceira: um destino de sonho para os amantes da natureza
créditos: Sergey Konstantinov/Unsplash

Os Açores são um destino convidativo para os adeptos das caminhadas. E a Terceira não é exceção, oferecendo trilhos com distâncias e dificuldades diversas. Em comum: os cenários idílicos.

Baía da Agualva – Destinados a caminhantes pouco experientes, os seus quatro quilómetros fazem-se em média, em duas horas. O Pico dos Loiros marca a partida para este percurso, que passa por locais deslumbrantes como a Baía das Pombas e a Ponta do Mistério.

Monte Brasil – Indispensável para quem quer desfrutar da beleza da ilha, mas não tem muita experiência em caminhadas, este trilho de 7,5 quilómetros começa no Parque do Relvão, em Angra do Heroísmo. Passa depois pela Fortaleza de São João Batista, pela Ermida de Santo António, até ao parque do Monte Brasil, um vulcão extinto com três quilómetros quadrados. Daqui segue em direção ao Pico do Facho, chegando por fim ao Pico das Cruzinhas.

Malha Grande – Biscoitos – Um dos trilhos mais recentes, liga o interior da ilha à afamada zona balnear. Ao longo dos seus cerca de 14 quilómetros, passa pelas trincheiras militares usadas na II Guerra Mundial e pelas curraletas de pedra vulcânica para produção de vinho, sem esquecer as pastagens verdejantes e a mata de incensos. De nível de dificuldade médio, tem a duração de três horas e meia.

Mistérios Negros – Aconselhado apenas a caminhantes experimentados, este trilho arranca na Lagoa do Negro e revela ao longo dos seus 5,8 quilómetros vistas verdes e o gado bravo da ilha. No Pico do Gaspar, o ponto mais alto do percurso com 645 metros de altitude, encontram-se diversas espécies endémicas, típicas da Floresta da Macaronésia.

Conhecer a Terceira debaixo de água

Terceira: um destino de sonho para os amantes da natureza
créditos: José Luís Ávila Silveira/Pedro Noronha e Costa

Esta ilha açoriana está recheada de locais perfeitos para a prática de mergulho. Um dos mais conhecidos é as Arcadas do Judeu, sobretudo pela sua acessibilidade a mergulhadores com qualquer tipo de experiência. Localizado junto ao Porto de Judeu, o spot é famoso ainda pelas suas formações rochosas e paisagem belíssima. É ideal para mergulho noturno, fotografia subaquática, batismo de mergulho e snorkelling.

Incontornável é ainda a Gruta do Ilhéu das Cabras, também conhecida como Gruta dos Ratões. Neste local com 24 metros de profundidade, e ideal para mergulhadores com qualquer experiência, é possível ver de perto espécies como bicudas, lírios e anchovas. Já a Baixa da Vila Nova é procurada pelos mais experientes, aconselhando-se cuidado com as correntes. Com profundidade que pode oscilar entre os 12 e os 30 metros, encontram-se aqui peixes pelágicos, lírios, cardumes de chicharro ou peixes-rainha.

Os mergulhadores mais experientes procuram ainda Fradinhos, que devido à distância da costa e às correntes fortes requer cuidados redobrados. Fradinhos é na verdade um conjunto de ilhéus, localizados a cerca de cinco milhas náuticas do sueste da ilha, com o topo emerso de um cone vulcânico submarino. A vasta fauna conquista os amantes de fotografia subaquática.

Deixe a correria do dia a dia para mais tarde e parta à descoberta desta ilha fascinante, que é um verdadeiro paraíso para os amantes da natureza. Faça a sua reserva com a TAP, comece a preparar a mochila e não se esqueça da câmara. A Terceira merece mesmo muitos cliques.

Terceira ida desde 39€