O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal, Luís Pedro Martins, já afirmou que a região do norte está a registar quebras de 50% nas reservas turísticas, desde hotelaria a atrações, face aos níveis de 2019.

Há dois meses a Avenida dos Aliados, a Ribeira e a Foz eram palcos de concentrações de turistas, que movimentavam a economia portuense e davam cor a uma cidade que ‘estava na moda’ entre os viajantes.

Hoje em dia, os principais pontos turísticos da Cidade Invicta estão vazios, à espera de dias melhores. Veja as imagens captadas pela Agência Lusa na galeria abaixo.

De forma a fazer face aos enormes desafios que surgem devido à pandemia da COVID-19, o Turismo de Portugal lança o movimento Turismo#PorTodos que inclui medidas para apoiar as empresas do setor, ajudar os turistas e ser relevante para os residentes no país.

O Turismo de Portugal pretende, sempre em associação com as Empresas e as Associações do Setor, estimular o papel do Turismo como uma “força para o bem”.

Com este movimento, o Turismo de Portugal apela à resiliência de um setor que tanto tem contribuído para a economia do país, que posicionou Portugal como um dos destinos mais competitivos do mundo e o Melhor Destino do Mundo, e que demonstra agora que, apesar das circunstâncias adversas, sabe ser solidário e empenhado no bem-estar e na saúde daqueles que mais necessitam nestes momentos. ​​​​​​​​​

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.