Num breve passeio pelas ruas do centro histórico de Elvas percebemos rapidamente que muitos dos templos são edifícios imponentes e com grande riqueza ornamental.

Igrejas de Elvas
Igreja do Salvador créditos: andarilho.pt

“São sete conventos, cinco capelas e 20 igrejas” quantifica Margarida Ribeiro, conhecedora do património de Elvas.

Igrejas de Elvas
créditos: andarilho.pt

“É um património fantástico que está também abrangido pela classificação de Património Mundial da UNESCO. Somos classificados pela UNESCO não só pelo património militar, mas também civil e religioso.”

A Sé fortaleza

Um dos que mais se destaca é a antiga Sé. Não apenas por estar localizada num lugar central.
A igreja de Nossa Senhora da Assunção é imponente, domina na Praça da República e através da fachada, como adianta Margarida Ribeiro, “a arquitetura revela que é uma igreja fortaleza. Não é apenas bela, é também robusta.”

Igrejas de Elvas
créditos: andarilho.pt

A longa escadaria do enorme portal está virada para a Praça. Quando entramos na igreja abre-se um outro universo. A robustez é substituída por motivos decorativos, em particular de azulejos que percorrem as paredes.

Igrejas de Elvas
créditos: andarilho.pt

Os olhos ficam também focados no altar mor pela atenção que desperta. “É em mármore policromado. Temos também na igreja muita talha dourada. Destaca-se também um fabuloso órgão barroco que vale a pena escutar nos concertos que por vezes têm lugar.”

Igrejas de Elvas
créditos: andarilho.pt

O órgão parece suspenso no coro-alto. É muito trabalhado em talha dourada e é obra de um entalhador italiano. A antiga Sé está classificada como Monumento Nacional.

A surpreendente igreja das Domínicas

A igreja das Domínicas, que fica na mesma rua da Sé, um pouco mais acima. É um encanto para os visitantes.

Igrejas de Elvas
créditos: andarilho.pt

“Adoram, por exemplo, os espanhóis ficam de boca aberta.” A descrição é de Olinda Barreiro que recebe os visitantes. Acrescenta que se trata de uma igreja “muito antiga” e os materiais, designadamente os milhares de azulejos, “são todos originais, desde cá de baixo até lá acima.”

Igrejas de Elvas
créditos: andarilho.pt

O interior da igreja está todo revestido com azulejos do século XVII. Têm cores azul, branco e amarelo.
A igreja tem a forma octogonal e oito colunas estreitas induzem o olhar para a abóbada, também revestida de azulejos. As colunas estão pintadas com grinaldas.

Igrejas de Elvas
créditos: andarilho.pt

A verticalidade da arquitetura e a beleza dos azulejos ofuscam a capela-mor e os dois altares laterais, dedicados a S. Domingos, São João Batista e São Tomás de Aquino.

Igrejas de Elvas
créditos: andarilho.pt

A igreja das Domínicas tem ainda um excelente miradouro. “São mais de cem escadas e depois vê a cidade toda. Tem lá os sinos.”

Igrejas de Elvas
créditos: andarilho.pt

A igreja das Domínicas é do final do século XVII e é o que resta do antigo Convento das Freiras de S. Domingos.

O edifício ficou em ruínas e no século passado aproveitaram parte do espaço para construírem o Cineteatro.

O único vestígio das freiras na igreja é a janela do confessionário. “Elas vinham de lá, onde está o Cineteatro e confessavam-se aqui e ninguém as via. Era uma clausura”

O convento foi extinto com o fim das Ordens Religiosas, em 1834 e a última freira morreu há 150 anos.

Igrejas de Elvas
créditos: andarilho.pt

O enorme e fantástico património religioso de Elvas faz parte do programa da Antena1 Vou Ali e Já Venho e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.