O duque de Aveiro foi acusado de ser o autor do disparo contra o rei D. José em 1758 e pagou com a vida. O rei teria sido vitima de um atentado após um encontro amoroso com uma mulher da família dos Távoras.

O Marquês de Pombal foi rápido na execução do processo. No dia 4 de Janeiro foi constituído o tribunal, uma semana depois foi lida a sentença e a 13 de janeiro foram executados o duque de Aveiro e a família, os marqueses de Távora e os condes de Atouguia.

A execução demorou várias horas e a primeira vítima foi a marquesa de Távora. O ato foi público e teve lugar em Belém.

Beco do Chão Salgado
Monumento alusivo à destruição do palácio do conde de Aveiro créditos: Andarilho

Os bens dos Távoras foram confiscados e, no caso do duque de Aveiro, o palácio foi arrasado e o chão salgado para nada mais crescer. É por esse motivo que, mesmo ao lado da Fábrica dos Pastéis de Belém, em Lisboa, está o Beco do Chão Salgado.

A placa está colocada na parede de uma pastelaria e no verão é hábito turistas estarem sentados na rua estreita, de costas para o Padrão ou Obelisco do Chão Salgado. Tem cerca de cinco metros de altura, é de pedra e a coluna está rodeada de cinco anéis. A coluna assenta numa pedra quadrangular que numa das faces tem uma longa inscrição.

Beco do Chão Salgado
créditos: Andarilho

Começa por dizer que “Aqui foram arrasadas e salgadas as casas de José de Mascarenhas…”

Na altura da minha visita encontrei um grupo de pessoas que também se interessaram  pelo monumento. Já tinham passado na rua mas nunca tinham reparado no beco. A origem é de Souropires, uma aldeia do concelho de Pinhel, onde existe o único palácio dos Távoras que não foi confiscado.

Beco do Chão Salgado
João Frazão e a familia. Maria do Carmo vive no Brasile e nasceu em Souropires créditos: Andarilho

O Beco do Chão Salgado é um espaço muito pequeno. Na verdade, são muito poucas as pessoas que dão pelo beco do Chão Salgado e da fascinante história que ali é contada. Em parte, a responsabilidade é da rainha D. Maria I, filha de D. José e que puniu o Marquês de Pombal ao ostracismo. Ela terminou com a jura, escrita no padrão, de que, “neste terreno infame se não poderá edificar em tempo algum”.

Beco do Chão Salgado
créditos: Andarilho

Beco do Chão Salgado faz parte do programa da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.