Bissaya Barreto construiu 25 escolas na região Centro.

Escola Bissaya Barreto
Busto de Bissaya Barreto em Castanheira de Pêra créditos: Who Trips

Quase todas com a mesma arquitectura, do arquiteto Luís Benavente, e com motivos nas paredes, mesas e cadeiras de aves, insectos, peixes, flores... um sem número de desenhos em mosaicos que procuravam estimular as crianças.

Escola Bissaya Barreto
Painel de azulejos na Casa da Criança de Castanheira de Pêra créditos: Who Trips

Como ele próprio escreveu, “ali as crianças aprendem brincando, brincam aprendendo”. Foi tendo em conta estes objetivos que para as casas da Criança definiu o lema: “Façamos felizes as crianças da nossa terra”.

Escola Bissaya Barreto
créditos: Who Trips

As Casas tinham ainda consultório médico e eram os serviços básicos eram prestados às crianças de forma gratuita.

A primeira escola a ser construída foi em 1939, a Casa da Criança Rainha Santa Isabel, em Coimbra. É das mais conhecidas porque inicialmente tinha um pequeno jardim e depois, também com o patrocínio de Bissaya Barreto, evoluiu para um parque pedagógico, único no nosso país: o Portugal dos Pequenitos.

A Casa da Criança Rainha Santa Isabel continua em atividade. Das sete Casas que estão a ser geridas pela Fundação Bissaya Barreto, três foram legadas pelo patrono.

Escola Bissaya Barreto
Casa Maria do Resgate Salazar no Luso, Mealhada créditos: Who Trips

Além da Casa do Portugal dos Pequenitos existem ainda a de Arganil, a Casa Joaquina Barreto Rosa e a da Mealhada, a Casa Maria do Resgate Salazar.

Das restantes Casas, algumas foram concessionadas ou servem para outros fins.

Escola Bissaya Barreto
Escola Bissaya Barreto em Figueiró dos Vinhos créditos: Who Trips

São os casos das Casas de Figueiró dos Vinhos e de Castanheira de Pêra, a terra natal de Bissaya Barreto.

A Casa da Criança está no centro da vila e rodeada de um jardim grande, com cursos de água e algumas estátuas. É um espaço agradável e que nos meados do século passado era completamente inovador num estabelecimento de ensino primário, mais ainda, numa vila do interior.

Escola Bissaya Barreto
créditos: Who Trips

Segundo Sónia Tomás, do Turismo de Castanheira de Pêra, chegou a ser qualificado como um dos jardins mais bonitos de Portugal.

Escola Bissaya Barreto
Jardim da Casa da Criança créditos: Who Trips

É uma obra que ajuda a manter viva a memória da família Bissaya Barreto em Castanheira de Pêra, onde a família tinha uma farmácia. A casa onde viveu está assinalada e fica junto na praça principal.

Escola Bissaya Barreto
Casa de Bissaya Barreto em Castanheira de Pêra créditos: Who Trips

Bissaya Barreto foi médico cirurgião e professor na Universidade de Coimbra. Morreu em 1974 e todo o seu legado é pertença da Fundação Bissaya Barreto que está sediada em Coimbra e que gere o Centro de Documentação onde se preserva o seu percurso académico, social e politico.

Escola Bissaya Barreto
Painel de azulejos na Casa da Criança de Castanheira de Pêra créditos: Who Trips

Em muitos, aspectos foi uma figura controversa, essencialmente a sua atividade política, muito próxima de Oliveira Salazar. O percurso como médico cirurgião em regiões muito pobres levou-o a protagonizar uma notável obra social.

Escola Bissaya Barreto
Casa da Criança em Castanheira de Pêra créditos: Who Trips

Além das Casas da Criança, Bissaya Barreto patrocinou muitas outras instituições como por exemplo, de apoio às grávidas, pessoas com tuberculose e com problemas psiquiátricos. Algumas destas instituições continuam em atividade e são geridas pela Fundação. No plano cultural, destaca-se ainda a Casa Museu Bissaya Barreto, em Coimbra, que foi a casa do patrono durante cerca de 50 anos.

As alegres Casas da Criança Bissaya Barreto
faz parte do programa da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.