Foi por acaso que Mauro encontrou o seu lugar no mundo. Viajava de barco, quando este perdeu o motor, acabando na pequena ilha de Budelli, entre a Sardenha e a Córsega, colada a Santa Maria e a Razzoli.

Isolado numa ilha, mantém o contacto com a sociedade através das redes sociais. Utiliza o Twitter, Instagram e Facebook para partilhar fotografias do cenário paradisíaco onde vive.

Vejam na galeria algumas das fotos partilhadas por Mauro nas redes sociais.

A ilha de Budelli pertence ao Parque Nacional do Arquipélago Maddalena, que em 2016 contestou o direito de Mauro morar lá. No entanto, uma petição com mais de 18 mil assinaturas levou a que os políticos locais adiassem a decisão por tempo indefinido.

O desejo de Mauro é continuar a viver na ilha, como fez nos últimos 28 anos, até à data da sua morte. Pretende ser cremado, e que as suas cinzas sejam espalhadas pelo vento, na ilha que é seu lar há quase 30 anos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.