A Tailândia é um dos destinos turísticos mais procurados, recebendo milhões de visitantes todos os anos. Para evitar o turismo de massa e as multidões, o Turismo Oficial da Tailândia está a convidar os turistas a descobrirem outros locais no país, de igual beleza, riqueza histórica e cultural e sabores únicos.

Foi mesmo lançada uma campanha a nível global onde 55 destinos emergentes ganham destaque, e revelam o "outro lado" da Tailândia, menos conhecida mas com muito para oferecer.

Descubra alguns desses destinos e surpreenda-se

Nakhon Sawan

Nakhon Sawan é uma província no centro da Tailândia, localizada na planície aluvial cercada por florestas a oeste e leste. A província de Nakhon Sawan, também conhecida como Pak Nam Pho, é onde os rios Ping, Wang, Yom e Nan convergem e formam o rio Chao Phraya, o canal mais importante da Tailândia.

Nakhon Sawan é o lar de uma série de atrações únicas: Nakhon Sawan Tower, no topo do Khiriwong Temple Hill, contém uma loja que vende produtos feitos localmente e possui uma plataforma panorâmica com vista para o município de Nakhon Sawan. Existe vários telescópios para visitantes interessados em astronomia e observação das estrelas. O Bueng Boraphet Aquarium, construído em forma de um barco de transporte comercial tradicional de Chao Phraya, foi construído para comemorar o 80º aniversário do Rei e possui mais de 30 tanques de peixes, incluindo um tanque principal de 24 metros exibindo mais de 100 tipos de peixes tropicais. E, ainda, o Bung Boraphet, o maior pântano de água doce da Tailândia, que acolhe cerca de 150 espécies de animais.

Parque Histórico de Sukhothai

Sukhothai é uma fonte de herança nacional, do alfabeto tailandês, da melhor celebração de Loy Krathong, a base firme do budismo, dos tecidos mais delicados de Teen Jok, da antiga porcelana chinesa e lar do sagrado Pho Khun (a mãe de Ramkhamhaeng).

Os magníficos templos e monumentos desta grande cidade foram restaurados e o Parque Histórico de Sukhothai, declarado Património da Humanidade pela UNESCO, é imperdível a todos os viajantes, especialmente durante a noite, quando as imagens de Buda são iluminadas. Ou mais espetacular, durante o festival Loy Krathong, quando centenas de lanternas flutuantes são lançadas para o céu.

Além das aldeias dedicadas à cerâmica, pode visitar a zona de Si Satchalanai, famosa por acolher outro importante parque histórico com o mesmo nome e produzir tecidos tailandeses feitos à mão.

Impressione-se com a beleza natural de Nan

Uma joia escondida no meio de uma província, Nan já foi um reino independente e agora é um paraíso para os viajantes que desejam explorar a beleza natural do norte da Tailândia e a sua rica herança cultural usufruindo de um ambiente calmo e tranquilo. Possui seis parques nacionais, incluindo o impressionante Parque Nacional Phukha Doi, que contém montanhas com quase 2.000 metros de altura. A rica beleza natural torna-o ainda num destino ideal para caminhadas.

A capital da província tem um charme descontraído, uma história interessante, alguns templos impressionantes e um museu. Há também vários restaurantes e bares de qualidade ao longo da orla, perfeitos para relaxar depois de passear pela cidade.

Roi Et

A província de Roi Et está localizada no meio de Isan, a região norte da Tailândia, onde a cidade moderna foi fundada há mais de 200 anos, mas há quase três mil anos, uma aldeia já existia aqui . A cidade do Roi Et é mais conhecida pelo grande Buda de Wat Buraphaphiram, o maior deste género na Tailândia.

Desfrute de um momento relaxante no Lake Park Phalanchai ou visite Wat Klang Ming Muang com os seus murais ao ar livre.

Satun Geoparque, uma experiência única na Terra

Este parque global UNESCO é conhecido como um lugar pacífico de grande beleza natural. Múltiplas culturas e grupos, incluindo budistas, muçulmanos, cristãos e outros, vivem aqui, juntos, em harmonia. É conhecida como a terra dos fósseis paleozóicos devido à sua abundância, alta diversidade e notável sucessão de fósseis. As principais atividades económicas dos habitantes concentram-se na agricultura, pesca, turismo e pequenos negócios locais.

Chiang Rai, um destino para descobrir

Fundada em 1262 como a capital da dinastia Mengrai, depois de Chiang Saen, hoje a cidade mantém uma forte identidade Lanna, principalmente através de sua impressionante coleção de templos, arte, idioma, gastronomia e música. Mas, ao contrário de Chiang Mai, a cidade oferece pouca diversidade quando se trata de vida noturna, entretenimento e compras, e a maioria deles está concentrada na área ao redor da Torre do Relógio.

Uthai Thani, a vila flutuante

Uthai Thani é uma província abundante em recursos naturais, como florestas e vida selvagem. A Reserva de Vida Selvagem Huai Kha Khaeng foi até mesmo proclamada Património Natural da Humanidade por causa das suas selvas imaculadas, florestas, planícies, riachos e, o mais importante, uma série de animais raros e ameaçados de extinção.

Os visitantes também podem ver os diferentes estilos de vida dos moradores de Uthai Thani, como a dos moradores de jangadas no rio Sakae Krang, uma via navegável que tem sido uma tábua de salvação para o povo de Uthai Thani desde os tempos antigos. A vida dentro e ao redor do rio acabou por crescer de uma pequena comunidade para a principal província que é hoje, embora alguns moradores continuem a viver no rio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.