Muitas pessoas têm a ideia errada de que os Holandeses usam socas frequentemente, mas a verdade é que nos dias de hoje a maior parte não usa, à exceção de algumas pessoas que trabalham no campo. No entanto, este calçado tradicional continua a ser uma marca da cultura dos Países Baixos.

As tradicionais socas de madeira, klompen em Holandês, mantêm os pés secos, são bastante seguras e o seu uso é até considerado uma prática saudável. Este calçado continua a ser popular entre os camponeses porque é ideal para caminhar nos terrenos enlameados e é fácil de calçar e descalçar. Estas socas podem ser produzidas a partir de diferentes tipos de madeira, tais como salgueiro e choupo, e habitualmente são pintadas à mão.

As primeiras socas terão surgido à cerca de 850 anos. Eram produzidas sob diversas formas e tamanhos consoante quem as usava. Por exemplo, algumas tinham a ponta arredondada, enquanto que as usadas pelos pescadores eram pontiagudas para os ajudar a puxar as redes. Tradicionalmente estas socas de madeira são feitas à mão por artesãos especializados, capazes de esculpir pares idênticos, embora hoje em dia sejam produzidas com recurso a maquinaria.

Para além dos trabalhadores rurais, há um outro grupo de pessoas que gosta de comprar estas socas: os turistas. Hoje em dia, a maior parte das socas são vendidas a turistas, que as compram como souvenir, o que explica que todos os anos sejam produzidas seis milhões de socas nos Países Baixos!

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.