Nem só de praias paradisíacas, monumentos e museus vive o turismo.

Hoje em dia há quem viaje para assistir a um espetáculo, outros para a prática de desporto, e ainda os que optam pelo enoturismo, só para nomear alguns. Depois, há os que viajam em busca do perigo.

Isso mesmo, percebeu bem. Fazem quilómetros e sujeitam-se às condições mais adversas, só para desafiar o perigo e voltar para contar a história.

Estamos a falar de desertos, jardins venenosos, crateras em chamas ou cidades carregadas de radioatividade. Alguém se atreve? Talvez seja mais seguro ver só à distância e o melhor de tudo é que estão todos à distância de um clique na fotogaleria abaixo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.