Grande parte das pessoas que conduzem têm curiosidade em saber onde estão os radares de velocidadfe. Embora talvez essa curiosidade seja mais para evitar multas do que para admirar estes equipamentos, a verdade é que os radares não são algo negativo. Um radar de velocidade pode reduzir o número de acidentes em até 39% e diminuir o número de mortes num raio de 500 metros, de acordo com um estudo da London School of Economics.

Grande parte dos países ao redor do mundo recorrem a estes equipamentos para controlar as estradas e detectar infratores. No entanto, diferentes países têm diferentes políticas em relação aos radares. Na Austrália, a lei exige que as autoridades direcionem a receita das multas por excesso de velocidade para iniciativas de segurança no trânsito. Isso inclui melhorias nas estradas, educação para a segurança e até mesmo bancos de sangue.

A Budget Direct usou dados do The Worldwide Speed ​​Camera DataBase e outras fontes para descobrir o número de radares por 100 km em cada país do mundo. Além disso, foi também identificada a cidade com a maior densidade de radares em cada país.

A cidade com a maior densidade de radares é Anyang, na Coreia do Sul, com 46,10 radares por 100 quilómetros de estrada. O país com mais radares é o Brasil, com 18.239 - no entanto, ainda possui apenas uma média de 0,62 radares por 100 quilómetros. Andorra é o país com a maior densidade de radares de velocidade do mundo, com 7,88 radares por 100 quilómetros. Portugal apresenta uma média de 0,06 radares por 100 quilómetros, sendo uma das médias mais baixas da Europa. A cidade portuguesa com maior densidade de radares é Lisboa com 1,78 radares por 100 quilómetros.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.