Vazia há mais de 30 anos, a mansão Burnham Beeches é o alvo do projeto do artista australiano Rone, que juntamente com uma equipa de designers de interiores, especialistas em iluminação e cenógrafos, trabalharam durante mais de um ano para criar uma experiência multisensorial, dando uma segunda vida a um espaço que se julgava esquecido.

Espalhado por 12 quartos da mansão, esta série de retratos pintados por Rone - intitulada Empire - transporta os visitantes para uma experiência impressiva, onde os murais observam-nos atentamente.

Em colaboração com o designer de interiores Carly Spooner, Rone recorreu a mais de 500 peças antigas para ajudar a rechear os espaços e a recriar a atmosfera de época do passado desta mansão.

Preencher a residência Art Déco com móveis antigos foi o principal desafio para o artista, já que todas as peças deviam funcionar em sintonia para que fosse encarada como uma mansão completa.

Todos os espaços estão ligados tematicamente pelas quatro estações do ano e para completar a experiência sensorial, Rone convidou o compositor Nick Batterham, que criou uma banda sonora adequada aos espaços.

A mansão, construída em 1933 por uma família abastada, foi cenário de grandes histórias ao longo dos anos e é assim que Rone quer que as pessoas se sintam quando a visitarem.

“Adoro explorar o conceito do ‘Como e porquê’ algo tão magnífico pode cair em decadência. O projeto Empire é sobre oferecer ao público a oportunidade de criar a sua própria história, transportar temporalmente as suas mentes para outro lugar e época. É quase como descobrir uma cápsula do tempo”.

Empire está em exibição até ao dia 22 de abril de 2019 em Burnham Beeches em Sherbrooke, Austrália.

O Volto JÁ obteve permissão do artista Rone para reproduzir as suas imagens.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.