A turista de 30 anos despiu-se, na tarde da última sexta-feira e, segundo a CNN, terá deixado os seus pertences no monumento  que homenageia os heróis de guerra de Itália, tendo entrado na lagoa gelada. Depois de nadar, deitou-se ao lado do memorial de uma guerrilheira assassinada para posar para fotos.

A turista acabou por ser expulsa a de Veneza e proibida de voltar durante 48 horas, tendo também sido multada em 350 euros.

Um porta-voz da polícia contou à CNN que a mulher estava a imitar o a estátua da guerrilheira morta para uma foto enquanto estava deitada no monumento.

Dedicado às mulheres que deram as suas vidas pela luta pela liberdade sob o fascismo, consiste numa estátua de bronze de uma guerrilheira assassinada, metade na água, metade numa plataforma de bronze. Colocada perto dos jardins da Bienal, é uma das poucas estátuas dedicadas às mulheres na Itália.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.