Um avião de 39 turistas chineses desembarcou na noite desta terça-feira no aeroporto Suvarnabhumi, de Banguecoque, procedente de Xangafi, e foi recebido pela equipa do aeroporto, que usava roupas de proteção completa.

Os visitantes foram submetidos a testes de saúde, e as bagagens foram desinfetadas. Depois, vestiram trajes de proteção e foram levados para o local onde cumprirão uma quarentena de duas semanas.

Os turistas que chegaram agora usufruíram de um plano especial de vistos, com 1.200 vagas disponíveis, que permite estadia de até nove meses.

"É um bom sinal que os estrangeiros confiem nas nossas medidas de segurança", disse o ministro da Saúde, Anutin Charnvirakul, em comunicado.

"Ordenei aos funcionários que cuidem bem dos turistas, porque se estiverem a salvo, os tailandeses também estarão", acrescentou.

A pandemia atingiu em cheio a economia deste país do Sudeste Asiático. Estima-se que oito milhões de pessoas ficaram desempregadas neste ano.

Muitas destas perdas ocorreram no setor turístico - o país registou 40 milhões de visitas internacionais em 2019.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.