Inspirado no Festival Internacional de Esculturas em Gelo de Harbin, na China, o coletivo local Kangsing concebeu a instalação no início do Caminho do Chadar. Este popular trilho de caminhada foi fechado há dois anos, devido à pandemia.

Esse caminho, que leva sete dias para ser percorrido, contorna o congelado rio Zanskar e atravessa um impressionante "deserto congelado".

"Pensamos que poderíamos propor um festival suficientemente grande e ambicioso, como o Festival Internacional de Harbin. Um evento para o qual poderíamos convidar artistas do mundo todo", disse Tashi, membro do grupo, à AFP.

O coletivo espera poder construir um estabelecimento em condições de concorrer com o famoso hotel de gelo de Jukkasjarvi, na Suécia.

Protegido do sol para evitar o derretimento do gelo, o local é fustigado por ventos gelados que permitem manter as temperaturas entre -17ºC e -20ºC durante todo dia.

Com o apoio do governo local, o grupo também construiu uma sauna, às margens do rio congelado. A temperatura chega a 60ºC em cerca de 40 minutos. Depois da sauna, os mais intrépidos poderão mergulhar, por uma abertura, nas geladas águas do rio Zanskar.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.