Os jovens pilotos fizeram o seu primeiro voo juntos de Londres até Malta, depois de Kate McWilliams ter passado no exame para ser capitã. A Easyjet, a companhia para quem os pilotos trabalham, acredita que Kate tornou-se na mais jovem piloto do mundo de uma companhia aérea comercial, assim como Luke Elsworth é um dos mais novos co-pilotos do seu país.

Ela é a mais jovem piloto de voos comerciais, com apenas 26 anos
créditos: @Easyjet

De acordo com a International Society of Women Airline Pilots, dos 130.000 pilotos do mundo inteiro, apenas 450 são mulheres.

"Incentivo todas as mulheres que estejam interessadas na aviação para pensarem numa carreira como piloto, e apelo a todos os pilotos que as incentivem a serem capitãs", afirmou Kate.

Com apenas 13 anos, Kate entrou para os cadetes do ar, onde teve a oportunidade de voar e ganhar experiência. O seu gosto pelos aviões surgiu aos 4 anos, quando assistiu a um festival aéreo.

"Nunca pensei em vir a ter uma carreira na aviação comercial e não conhecia nenhum piloto a quem pudesse pedir conselhos", afirma Kate.

Aos 19 anos iniciou um curso de treino de aviação, e dois anos depois começou a trabalhar como primeiro oficial (mais conhecido como co-piloto) na Easyjet.

Julie Westhorp, da associação britânica Women Pilots, espera que este caso inspire outras mulheres a seguirem uma carreira na aviação e que, através do exemplo de Kate, percebam que é possível jovens mulheres alcançarem o lugar de piloto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.