Quinze aeroportos nos EUA implementarão, em breve, novos scanners de tomografia computadorizada (TC) em 3D nos pontos de verificação de segurança. As novas máquinas permitem que os agentes da TSA inspecionem imagens 3D de cada bolsa. Se uma ameaça for encontrada na imagem, um oficial da TSA removerá a bolsa e procurará o item. No entanto, a administração acredita que a nova tecnologia resultará em menos inspeções físicas.

A TSA começou a testar as novas máquinas nos aeroportos de Phoenix Sky Harbor e Logan Internacional, em Boston, em 2017, e instalou recentemente uma terceira máquina no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova Iorque.

Os próximos aeroportos a receberem a tecnologia são: Baltimore-Washington, Chicago O'Hare, Cincinnati, Houston Hobby, Indianápolis, Los Angeles International, McCarran em Las Vegas, Oakland, Filadélfia, San Diego, St. Louis Lambert e Washington – Dulles. Outros aeroportos receberão as máquinas nos próximos meses.

Até o final do ano, 40 novas máquinas são esperadas nos aeroportos dos EUA. A TSA espera ter mais de 145 máquinas operacionais nos aeroportos, até o final de 2019.

Resta saber se esta tecnologia norte-americana vai chegar a outros aeroportos fora dos EUA.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.