Foto: vdugrain@Pixabay

O site Big 7 Travel (B7T)  decidiu fechar abril, o mês da Terra, com a publicação dos 50 melhores destinos sustentáveis para visitar em 2022 e colocou o arquipélago dos Açores em sétimo lugar, à frente da Escócia e atrás da Eslovénia.

Veja o top 10 para descobrir o destino que ocupa o primeiro lugar.

10. Estónia

Esta país tem a vantagem de ter quase 70% do território coberto por florestas e pântanos , segundo o Big 7 Travel. Assim, quem visita o país nunca estará distante da natureza selvagem. Sete regiões da Estónia também entraram nas competições dos 100 melhores destinos sustentáveis: Hiiumaa e Saaremaa, Pärnu, Rakvere e Tartu, Condado de Järva e Parque Nacional de Lahemaa. A colorida capital do país, Tallinn, também é a Capital Verde Europeia para 2023.

09. Uruguai

Desde 2016, que 95% do país é abastecido por fontes de energia renováveis, de acordo com dados do 7 Travel.

Colónia del Sacramento, uma cidade no Uruguai fundada por portugueses
Colónia del Sacramento, uma cidade no Uruguai fundada por portugueses
Ver artigo

As águas ao redor do país estão protegidas desde 2013 e agora também estão repletas de baleias e golfinhos. A qualidade do ar em todo o país é classificada como quase perfeita e o Uruguai ocupa o terceiro lugar entre 146 países devido à sua dedicação à sustentabilidade ambiental.

08. Escócia – Reino Unido

Porque a Visit Scotland promove viagens ecológicas, verdes e amigas do ambiente há décadas. A Escócia foi também o primeiro país assinar o "Turismo Declara Emergência Climática", em 2020.

07. Arquipélago dos Açores – Portugal

A razão pelo qual partilhamos este top, Açores, a premião região do país a conquistar o certificado de destino turístico sustentável.

Açores
Açores
Ver artigo

Outrora o segredo mais bem guardado de Portugal, situado no Oceano Atlântico entre Portugal  Continental e Nova Iorque, os Açores procuram preservar as paisagens naturais, os ecossistemas marinhos e a riqueza cultural.

06. Eslóvenia

Mais de 13% de todo o território é parque protegido, 35% é Área Especial de Conservação Natura 2000 e 60% do país é coberto por vegetação.

05. Costa Rica

É o país com maior biodiversidade do mundo e maior parte  eletricidade do país é de origem renovável e as autoridades também proíbem os plásticos de utilização única.

04. Alpes da Transilvânia – Roménia

Descrito como um "arco selvagem no coração da Europa", os Alpes da Transilvânia abrangem cerca de um milhão de hectares de rios selvagens, florestas e vegetação. É o lar de uma rica variedade de vida selvagem, mas os números caíram nas últimas décadas devido à caça intensa. Felizmente, a B7T diz-nos que as medidas de conservação estão em andamento para trazer a região de volta à sua antiga glória.

03. Gâmbia

A Gâmbia é o menor país da África, conhecido pelas lagoas cénicas, praias douradas e sol todo o ano. Por isso, tornou-se  popular (e dependente) durante anos dos voos que aterravam à procura de dias quentes no inverno. Agora, o país está a desenvolver alternativas para escapadelas de praia com tudo incluído como programas que levem os visitantes a descobrir as comunidades rurais.

02. Botsuana

O país tem apostado e investido em formas de tornar os safáris mais sustentáveis. Há cerca de 240 alojamentos (acampamentos e pousadas) com Certificação de Ecoturismo e dezenas de operadores turísticos de safári procuram ajudar as aldeias locais a prosperar.

01. Butão

O Butão recebe poucos visitantes, pois o governo limita o número de visitantes com uma taxa mínima diária de pacote. Assim, há poucos mas com gastos maiores, contribuindo para a conservação do país só por visitar.

Butão
créditos: Donvikro| Pixabay

Descubra a lista completa no site do Big 7 Travel. Todas as cidades, regiões ou países da lista têm como compromisso proteger os recursos naturais, populações ou património. Veja como pode viajar de forma mais sustentável aqui.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.