É a própria Rita Sales que começa por contar a sua história, o seu percurso profissional:

Rita Sales
créditos: andarilho.pt

“Sou artista, contadora de histórias e o que eu mais gosto é de projetos que envolvam arte, cultura e comunidade.”

Rita Sales tem formação em teatro e já uma longa experiência como contadora de histórias, “há cerca de 20 anos. Conto histórias da tradição oral e também gosto muito de contar histórias contemporâneas e com livros.”

Rita Sales
créditos: andarilho.pt

Deixou a companhia de teatro onde estava ligada e abraçou outros projetos, designadamente em Mértola onde conta e ouve histórias nas aldeias. A rua é o seu palco. “Trabalhamos exclusivamente no exterior. À porta das casas das pessoas, sessões de contos no Contos ao Largo. Contamos e ouvimos as pessoas contar histórias.”

Rita Sales
Rita Sales créditos: andarilho.pt

A experiência de rua faz com que o olhar cative a atenção de quem está próximo. “Como comecei a fazer teatro na rua, sou uma pessoa que gosta da cena aberta. O que me encanta como contadora de histórias é saber que o conto não vai ser o que eu tenho preparado. Vai ser transformado naquele momento, com as pessoas, com a interação que eu conseguir gerar. No fundo, é uma peça que fazemos em conjunto.”

Rita Sales
créditos: andarilho.pt

O corpo, os gestos são frases dos contos e marcam o ritmo das histórias. A voz é afirmativa, por vezes, exaltada de emoção. Rapidamente Rita Sales envolve todo o grupo. Numa sala ou na rua. “Conto histórias com aquilo que tenho ao meu dispor. O meu corpo, a minha voz e a minha expressão. Nós, de certo modo, interiorizamos as histórias e tornamo-nos um pouco parte delas. Eu sinto isso. A história tem de entrar cá dentro e apoderar-se de mim, do meu corpo, da minha voz. Neste momento estou muito mergulhada no património oral de Mértola, mas é muito comum eu trabalhar com livros, álbuns de imagens, seja para crianças ou adultos, e também com contos do mundo.”

Rita Sales
@ De Boca em Boca créditos: andarilho.pt

O projeto em que participa ao percorrer as aldeias do concelho de Mértola chama-se De Boca em Boca.  Contam e ouvem histórias, contos, histórias de vida e lenga lengas, que também gravam. Algumas fazem parte de um programa de rádio difundido em várias rádios locais e regionais e no podcast Terra que Conta. A próxima experiência é um grupo de teatro comunitário.

Rita Sales
créditos: andarilho.pt

Rita Sales – a contadora de histórias onde a rua é o seu palco faz parte do programa da Antena1 Vou Ali e Já Venho e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.