A decisão também procura transmitir um sinal de abertura ao mundo, apesar do Brexit.

"A fim de dar um impulso à economia britânica, o governo anunciou hoje que vai apoiar a construção de uma nova pista em Heathrow, a primeira no sudeste desde a segunda guerra mundial", anunciou o ministério dos Transportes em comunicado.

O Parlamento ainda tem de aprovar a decisão no próximo ano, depois de uma etapa de consultas. A primeira-ministra Theresa May, que herdou este tema espinhoso, pretende, assim, acalmar as críticas agitadas de vários ministros, de associações ambientais e de moradores.

A escolha estava entre uma terceira pista em Heathrow ou a construção de uma segunda pista em Gatwick, a sul de Londres.

Debatida há pelo menos 13 anos, a perspectiva de ampliar ainda mais o maior aeroporto da Europa deixa nervosos muitos funcionários eleitos e divide inclusive o governo conservador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.