De acordo com uma pesquisa, encomendada pela Student and Youth Travel Association, a viagem tem um impacto extremamente positivo nas perspectivas educacionais dos alunos, na conscientização cultural e até mesmo nas suas futuras carreiras. Foram entrevistados quase 1500 professores norte-americanos, sendo que 74% concordam que a viagem tem um "impacto muito positivo no desenvolvimento pessoal dos alunos", e 56% acreditam que esse impacto positivo se estende à experiência educacional.

Os professores concordaram que as crianças que viajam para culturas diferentes, aumentaram a tolerância e o respeito, a vontade de aprender e a vontade de experimentar coisas novas. São também mais propensas a ter maior independência, auto-estima, confiança, adaptabilidade e sensibilidade. Tornam-se mais extrovertidos e expressivos do que as crianças que ficam em casa.

Um estudante "viajado" não significa, necessariamente, que tenha feito uma viagem à volta do mundo. Mesmo viajando domesticamente, mas para uma cidade onde as coisas são um pouco diferentes, pode impulsionar a aprendizagem e a compreensão global de uma criança. Viagens de fim de semana pequenas e frequentes podem ser tão benéficas como uma viagem à Ásia, por exemplo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.