1. Tome o tempo necessário. A previsão e as taxas de ocupação dos hotéis mudam diariamente, por isso quanto mais tempo existir entre a reserva e a data do check-in, maior será a probabilidade de obter preços baixos.

2. Evite reservar em alturas de pico. A Páscoa, o verão, o Natal, o Ano Novo e as férias escolares são as alturas em que os preços estão mais inflacionados. Reservar fora destes períodos, quando o hotel tem uma taxa baixa de ocupação, vai aumentar a probabilidade de conseguir um bom preço. A necessidade que o hotel tem de fazer dinheiro fora de época é enorme, o que torna estas as melhores alturas para explorar a “boa vontade” dos hoteleiros.

3. Encontre as diferenças. As grandes cadeias hoteleiras são inflexíveis nos preços na maior parte das vezes. Em vez disso, procure hotéis privados ou familiares, que certamente terão uma maior margem de negociação.

4. Ouça os seus amigos. Os seus amigos já estiveram nos sítios onde você gostaria de ir? Se sim, tente descobrir o nome do senhor da receção ou do diretor do hotel.

5. Faça o seu trabalho de casa. Investigue os preços que estão disponíveis nos hotéis, tanto nos seus websites próprios, como nas agências de viagens online como: expedia.com, hotels.com, e lastminute.com. Compile a informação num gráfico comparativo com os preços, os serviços, o tipo de quarto, o nome do diretor e outras informações relevantes. Este gráfico vai ser necessário para o próximo e mais importante passo.

6. Ligue. Uma chamada direta de um potencial cliente é “o momento da verdade” no mundo hoteleiro e é através de um contacto pessoal que terá os melhores resultados.

7. Fale com o diretor. Mande chamar o diretor e diga-lhe que o hotel lhe foi altamente recomendado por um grande amigo seu e que gostaria de usufruir da mesma experiência. Diga que eles adoraram a forma pessoal como foram tratados durante a estadia. Tal como todos nós, os hoteleiros adoram ser elogiados pelo seu trabalho. Faça-os corar!

8. Pergunte à pessoa que lhe atende o telefone se ela se lembra dos seus amigos. Lembrar-se dos nomes e detalhes dos clientes que já passaram por lá é a cereja no topo do bolo da hospitalidade e mesmo que não se lembrem irão dizer que sim. Agora você está por cima!

9. Diga as datas e o quarto onde gostaria de ficar, perguntando educadamente se ainda há disponibilidade. Nunca seja presunçoso ao telefone! Os hoteleiros estão feitos para reparar nos mais ínfimos detalhes, incluindo o tom da voz e as palavras utilizadas. A boa educação compensa.

10. A primeira coisa que lhe vão oferecer é um quarto caro. Não faz mal! Verifique no seu trabalho de casa, que o preço referido corresponde. Pergunte se há a possibilidade de conseguir o quarto por um preço inferior, uma vez que está a contactar o hotel diretamente.

11. De forma muito educada, diga-lhe que já pesquisou os preços e que está a par da comissão que os hotéis pagam pelos quartos que são reservados através de agências de viagem online (estes variam entre os 15% a 25% do preço do quarto).

12. Se o preço descer, está de parabéns! Missão cumprida! Se não, continue a perguntar por um quarto disponível a um preço reduzido até estar satisfeito com o resultado. Como alternativa, pergunte se pode ter um upgrade para um quarto melhor.

13. Se houver uma forte resistência ao desconto, explore os pontos fracos do hotel e pergunte que serviços é que este oferece, tais como o pequeno-almoço, spa, acesso à piscina, massagens, check-out tardio ou um mini bar complementar e peça para ser incluído no preço.

14. Uma última recomendação: não aceite continuar a conversa via email, pois o momentum será quebrado e receberá seguramente uma cópia da informação de que já dispõe.

15. Usufrua o dinheiro extra que poupou e dê-se um presente a si próprio!

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.