O menir da Meada tem ao todo 7.15 metros de comprimento. Parte está soterrada para lhe dar estabilidade. O diâmetro ultrapassa um metro.

Menir da Meada
créditos: andarilho.pt

Ao longe, é notória a sua altura e, próximo, a superfície granítica revela a erosão de cerca de dois mil anos. A forma como foi esculpido também parece acentuar o efeito erosivo porque em algumas partes parece ter sido polido.

Está próximo de várias árvores e, numa perspetiva mais distante, vê-se que é mais alto que a copa de algumas azinheiras.

Fica num vale, no meio do campo, numa zona de sequeiro com sobreiros e azinheiras.

Menir da Meada
créditos: andarilho.pt

Vê-se Marvão no alto de uma colina e a continuação da serra de S. Mamede em direção a Castelo de Vide.

O menir da Meada é do neo-calcolítico, a mesma época de monumentos funerários que se encontram nesta região próximo do rio Sever e que estão alinhados.

Menir da Meada
créditos: andarilho.pt

O da Meada é excecionalmente alto devido à sua localização num vale.

Alguém, presume-se que na época romana, não terá gostado do enorme símbolo fálico e quando foi descoberto em 1965 estava deitado e quebrado em duas partes.

Menir da Meada
créditos: andarilho.pt

Em 1993 foi restaurado e realizaram-se escavações. As 15 toneladas estão agora em pé.

O menir da Meada está classificado como Monumento Nacional. O acesso pode ser feito de carro. No desvio da estrada há uma zona de parqueamento.

Menir da Meada
créditos: andarilho.pt

O gigante Menir da Meada faz parte do programa da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.