Foto: Lagoa de Óbidos| The Travellight World

Pateira de Fermentelos 

Os dias mais quentes pedem praia, talvez um rio, mas, porque não também uma lagoa? 
No Centro de Portugal, há lagoas, como a Pateira de Fermentelos, que são uma ótima opção para quem gosta de natureza, caminhadas, birdwatching e desportos aquáticos.

A Pateira de Fermentelos, localizada na Região de Aveiro, também conhecida pelo bonito nome de “Lagoa Adormecida” é considerada a maior lagoa natural da Península Ibérica. É rica em fauna e flora e a sua Zona Húmida foi incluída na Rede Natura 2000, que protege os mais importantes ecossistemas europeus. Alberga várias espécies de aves como os maçaricos, o milhafre-preto e outros protegidos a nível nacional e internacional, o que é maravilhoso para quem gosta de observação de aves e de fotografar a natureza. A lontra, a toupeira de água e a rã ibérica são outras das espécies que podem ser observadas neste local.

Nos últimos anos a Lagoa foi objeto de diversas ações de conservação e proteção e foram criados percursos para passeios a pé, a cavalo ou de bicicleta. Instalou-se um parque de merendas e vários locais para observação de aves e de plantas, e ainda para a prática de pesca e de canoagem. A hospedagem também não é problema porque em Fermentelos, para além de outras opções de alojamento, localiza-se uma das estalagens mais icónicas do país — O Hotel Estalagem da Pateira.

Viseu

Viseu conquista-nos rapidamente com a sua história, monumentos, boa gente, boa comida e bom vinho. O que mais se pode pedir de um destino de férias?

Coisas para fazer não faltam na cidade de Viriato. Pode visitar a Sé Catedral e o Museu Nacional Grão Vasco; passear pela Rua Formosa, pela bonita Praça da República e pelo Parque do Fontelo e ainda visitar a grande Feira de São Mateus que decorre do início de agosto até meados de setembro.

Fazer a Rota dos Vinhos do Dão, para quem aprecia este néctar dos deuses, é obrigatório! Tem início no Solar do Vinho do Dão (ou antigo Paço Episcopal) e é uma das rotas mais sensoriais de Viseu. Se aprecia alta cozinha não deixe igualmente de fazer reserva no restaurante galardoado com uma estrela Michelin, Mesa de Lemos, e permita que o chef Diogo Rocha o guie numa viagem gastronómica inesquecível.

Os amantes do desporto também não ficam desapontados: podem percorrer a Ecopista do Dão — a maior ciclovia de Portugal. Fica localizada na antiga linha férrea do Dão (desativada em 1988) e é o local perfeito para descobrir paisagens de tirar o fôlego, antigas estações ferroviárias, pontes, os rios Dão e Paiva e até uma locomotiva a vapor.  A ciclovia começa na Rua Adelino Azevedo Pinto em Viseu e termina na estação ferroviária de Santa Comba Dão. Tem uma extensão de 49 km (98 km de ida e volta).

Viseu
Viseu créditos: The Travellight World

Manteigas

Manteigas, localizada no Parque Natural da Serra da Estrela é um destino deslumbrante que nos convida a acalmar, relaxar e desfrutar de algumas das melhores coisas que o nosso país tem para oferecer: natureza espetacular e boa gastronomia, com especial destaque para os queijos e enchidos.

“O coração da Serra da Estrela”, como também é conhecida Manteigas, tem um rico património cultural, mas a maior riqueza da região é indiscutivelmente o seu incrível património natural. Quem percorre as estreitas estradas de montanha é brindado a todo instante com paisagens inesquecíveis. As atrações são mais que muitas, mas podem destacar-se o Poço do Inferno - cascata que pela sua rara beleza e águas cristalinas transformou-se num ex-libris da Serra da Estrela; O Vale Glaciar do Zêzere - o maior vale de origem glaciar da Serra; A Torre - o segundo ponto mais alto de Portugal e o Covão da Ametade - um dos lugares mais belos da Serra da Estrela, que oferece a quem o visita, uma zona de lazer com estruturas de apoio essenciais: um parque de campismo aberto todo o ano, bar e balneários, parque de merendas e assadores.

Praias Fluviais da Serra da Lousã

A Serra da Lousã esconde nas suas colinas tesouros preciosos. Destacam-se as Aldeias do Xisto, que encantam todos quantos as visitam, e as praias fluviais, tão agradáveis nos dias quentes de verão.
As principais praias fluviais da Serra da Lousã são a Praia Fluvial da Senhora da Piedade, a Praia Fluvial da Bogueira e a Praia Fluvial da Senhora da Graça.

Praia Fluvial da Senhora da Piedade, localizada na ribeira de S. João, insere-se num cenário de incrível beleza natural onde não faltam recantos capazes de proporcionar aos visitantes momentos de descanso e paz.
O xisto é uma presença constante. Tudo à volta da praia é em xisto, incluindo a prancha de mergulho, com aproximadamente 1,75 metros de altura. Existe uma piscina natural menos profunda para que as crianças se refresquem e possam brincar à vontade e um bar com esplanada e vista fantástica sobre a serra e as Ermidas de Nossa Senhora da Piedade.

Praia Fluvial da Senhora da Graça, situada à entrada de Serpins, utiliza o rio Ceira para oferecer dias de ócio e banhos refrescantes, tanto no leito do rio como na piscina para crianças. O vale rodeado de floresta onde se insere a praia fluvial, proporciona aos que procuram férias mais dinâmicas, atividades como caminhadas, BTT, slide, rappel e canoagem — tudo ótimas formas de descobrir o rico património natural e construído da Serra da Lousã.

Praia Fluvial da Bogueira também nasce das águas do rio Ceira. Situada na localidade de Casal de Ermio acolhe os veraneantes e demais visitantes, nos seus passeios pelas Aldeias do Xisto do concelho e está pensada para famílias com crianças, tanto por ser vigiada, como pela piscina para os mais pequenos.

Todas estas praias foram galardoadas com a Bandeira Azul, são consideradas Praias Acessíveis, que permitem o acesso a pessoas com mobilidade reduzida e tem todas as infraestruturas de apoio necessárias ao bem-estar dos banhistas.

Praia Fluvial da Senhora da Piedade
Praia Fluvial da Senhora da Piedade créditos: Turismo Centro de Portugal

Lagoa da Ervedeira

Localizada na freguesia de Coimbrão, a norte do concelho de Leiria, a Lagoa da Ervedeira é mais um paraíso de paz, lazer e natureza que podemos encontrar no Centro de Portugal.

Local de excelência para veraneantes, a Lagoa tem 600 metros de extensão e 2 zonas, procuradas para fazer praia, pesca desportiva e outras atividades, como a canoagem. Esta lagoa de água doce, viu a sua paisagem afetada por incêndios florestais em 2018, mas agora encontra-se em franca reabilitação, permitindo o regresso da tranquilidade que a caracteriza. Tem um bar de apoio, parque de merendas e um passadiço de madeira.

Leve a sua família a este lugar de paz única, a menos de 30 quilómetros do centro de Leiria e aproveite para visitar também o centro histórico desta bonita cidade portuguesa. Deixe-se encantar com o seu castelo e ruas pitorescas e não se esqueça de provar uma brisa do lis!

Aldeia de Sarzedas

A Aldeia de Sarzedas, localizada na região da Beira Baixa é uma das 27 Aldeias do Xisto distribuídas pelo Centro de Portugal. De beleza ímpar, distingue-se pelos traços de cor que lhe marcam as fachadas do casario.

O seu Pelourinho, o Largo, as Igrejas e Capelas, sobressaem numa malha urbana com casas de belo traçado que atestam a presença marcante da História. No Alto de São Jacinto, junto à Igreja Matriz, o Campanário com a sua Torre Sineira – que ficou da antiga Igreja sobre o Outeiro – ergue-se solitário sobre a aldeia que ganhou um novo fôlego com a recuperação de alguns espaços comunitários como o Lavadouro e a Fonte da Vila. Ali perto, as ruínas do antigo castelo medieval, cujas origens remontam ao tempo do povoamento, no reinado de Sancho I, não deixam esquecer a antiguidade deste lugar especial e mágico, onde não pode deixar de provar as sarzedinhas — as tigeladas típicas desta aldeia.

Aldeia de Sarzedas
Centro BTT de Sarzedas créditos: Turismo Centro de Portugal

Dornes

Mítica terra dos Templários, a pequena vila de Dornes está cheia de recantos e segredos por descobrir.
Situada a cerca de 10 km de Ferreira do Zêzere, numa enseada da Albufeira do Castelo do Bode, ajuda-nos com o seu pitoresco casario e tradições, a escapar da confusão urbana e a entrar num ritmo mais calmo, mais relaxado, onde tudo faz mais sentido e a vida recupera a sua beleza e cor.

A sua praia fluvial é um pequeno paraíso. É um excelente destino para amantes de desportos náuticos ou radicais. Entre as atividades oferecidas incluem-se vários percursos pedestres, BTT, passeios de barco, canoagem, ski aquático e mergulho (que permite explorar as antigas aldeias submersas aquando da construção da Barragem de Castelo do Bode).

Quem pretender algo mais tranquilo, basta aproveitar a paisagem envolvente, percorrer a passo lento as ruas da bonita vila ou simplesmente descansar nas margens do rio.

Dornes
Dornes créditos: The Travellight World

Lagoa de Óbidos

Com quase 7 km, a Lagoa de Óbidos é uma das mais belas Lagoas do Centro de Portugal. Faz fronteira entre os concelhos das Caldas da Rainha e de Óbidos, permitindo uma visita fácil a estas duas emblemáticas cidades portuguesas.

Esta lagoa é separada do mar por um cordão de dunas litorais, sendo considerado por muitos como um lugar ideal para a prática de desportos aquáticos, como kitesurf ou stand up paddle.

Para além da grande diversidade de aves, a apanha de moluscos bivalves – amêijoa, berbigão e mexilhão – assume um papel de destaque nesta região. Por isso, se visitar esta a zona, não deixe de experimentar alguns destes bivalves nos restaurantes locais, são deliciosos!

patrocinio centro portugal

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.