Aproveitar o melhor da vida, usufruindo da liberdade que a vida de nómada digital permite. Se não seguiram a primeira semana da Remote Tour Portugal, vejam a crónica dessa semana aqui o quão incrível foi! Também já temos a versão vídeo aqui.

Esta semana viajamos até à magnífica região do Gerês e não podíamos deixar contar com um dos nossos principais patrocinadores, a Rede Expressos, para a deslocação até Braga.

Na Remote Tour Portugal, sábado é o dia das trocas. Trocamos de um local e de um grupo para outro. É um dia cheio de emoções fortes! Nostalgia pela semana que passou e curiosidade máxima pela próxima. É o dia das apresentações de cada participante ao restante grupo e de muita partilha.

Do yoga frente ao Rio Cávado até ao Miradouro da Pedra Bela, a Remote  Tour Portugal continua esta semana pelo Gerês
créditos: Remote Tour Portugal

Sábado conhecemos o grupo e domingo a região onde estamos. Por isso, planeámos logo uma caminhada para o domingo, não estivéssemos nós num dos melhores locais em Portugal para simplesmente calçar os ténis, sair de casa e começar a explorar.

Antes da caminhada, fomos reforçar as energias com as melhores iguarias minhotas, no Restaurante Adega do Ramalho, em Terras de Bouro. Como metade do grupo não comia carne, ficámo-nos (e muito bem) pelos bacalhaus. Do bacalhau à Ramalho ao bacalhau à minhota, o difícil foi escolher o melhor! Acabámos a refeição com umas doçarias de comer e chorar por mais, uma tarte de amêndoa e o típico doce da casa.

Já bastante adoçados, começámos logo a andar rumo ao nosso objetivo final: o Miradouro da Pedra Bela. Calculámos e preparámo-nos para um trilho de subidas e descidas com um total de 12km. No entanto, só voltámos a chegar ao Selina Gerês, onde estávamos alojados, já sem luz, acabando por fazer uma caminhada de cerca de 20Km. A verdade é que em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês, não dá para não parar de parar para maravilhar e seguir novos caminhos.

Do yoga frente ao Rio Cávado até ao Miradouro da Pedra Bela, a Remote  Tour Portugal continua esta semana pelo Gerês
créditos: Remote Tour Portugal

Quando chegámos ao destino final, ao Miradouro da Pedra Bela, todos sentimos que todo aquele esforço tinha sido largamente compensado! Uma vista incrível para uma imensidão de natureza. Montanhas, o Parque Nacional, a Albufeira da Caniçada, a confluência do Rio Cávado com o Rio Caldo e as pequenas casas na Vila do Gerês. Tudo o que é bonito avista-se desta pedra a 829 metros de altitude. Talvez por isso, os antigos dizem que aquele local foi ali colocado por mão divina, como se tratasse de um presépio.

 Já bastante adoçados, começámos logo a andar rumo ao nosso objetivo final: o Miradouro da Pedra Bela. Calculámos e preparámo-nos para um trilho de subidas e descidas com um total de 12km. No entanto, só voltámos a chegar ao Selina Gerês, onde estávamos alojados, já sem luz, acabando por fazer uma caminhada de cerca de 20Km. A verdade é que em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês, não dá para não parar de parar para maravilhar e seguir novos caminhos.
créditos: Remote Tour Portugal

Durante toda a caminhada todo o grupo tinha uma missão, para além de chegar ao destino: pensar em alguns objetivos que quiséssemos realizar durante a semana, seja a nível pessoal, profissional ou social. Objetivos esses que foram apresentados e postos em compromisso com o grupo nessa noite. Uma atividade que enriquece imenso a semana, obrigando cada participante a dar o melhor de si naquela semana e, quem sabe, continuar com estes novos hábitos para a vida.

Nesta experiência tudo conta! Desde estes desafios, à zona do país que escolhemos e ao alojamento. Fizemos questão que todos os alojamentos diferissem de semana para semana, mas nunca pensámos ficar tão bem impressionados. Claramente, o alojamento da segunda semana foi um dos pontos mais fortes da nossa estadia no Gerês. O Selina Gerês, ao contrário dos restantes alojamentos que escolhemos para a Remote Tour, já é um espaço que foi inicialmente construído a pensar no turista que trabalha online. Por isso, tem mesmo um espaço de cowork, uma sala de reuniões e uma sala de chamadas, mas também muitos espaços espalhados pelo hotel onde se pode trabalhar (desde camas de rede a cabanas viradas para o rio). E, claro, uma excelente cobertura de internet.  Ao mesmo tempo, é um local fantástico para descansar e recarregar energias, localizado à beira do Rio Cávado, o que nos permitiu ter umas quantas praias naturais privadas e umas vistas constantes de cortar a respiração.

Selina Gerês
créditos: Remote Tour Portugal

Sendo o Selina especializado em satisfazer os nómadas digitais, eles também incluem na sua oferta atividades de bem-estar. Um nómada digital compreende a importância de incluir na sua rotina diária, exercício e atividades de bem-estar não só para melhorar a sua saúde física  e mental, mas também para ser mais produtivo no seu trabalho. Por isso, na Remote Tour Portugal incutimos começar o dia com alguma atividade em todas as semanas. Na segunda semana, não poderíamos ter começado melhor se não com uma sessão de yoga, seguida de uma sessão de meditação. Muitas vezes, tivemos o prazer de começar o dia com sessões à beira rio, voltados para a paisagem mais relaxante que poderia existir. Este compromisso diário, ajudou também a unir ainda mais o grupo e também a responsabilizar todos a acordar cedo e começar o dia com exercício físico e meditação.

Ainda falando de paisagens de perder o fôlego, não podemos esquecer as aventuras de kayak na Albufeira da Caniça, com a empresa Stand Up Gerês. O rio, a floresta e os animais numa comunhão quase perfeita, que nos deu ainda mais força para conhecer os sítios mais escondidos do Gerês. Como o tempo estava fantástico, o nosso instrutor Gonçalo mostrou-nos uma praia deserta e não resistimos em dar um mergulho refrescante.

Gerês
créditos: Remote Tour Portugal

Esta atividade teve um participante especial - o Ben, o amigo de quatro patas do Gonçalo, que tornou o passeio ainda mais fantástico. Contámos ainda com o apoio do nosso patrocinador, a Iati Seguros, que “segurou” todos os participantes nesta atividade radical em pleno rio. Na verdade, até o Ben poderia estar assegurado já que o seguro IATI Escapadinhas também cobre os animais de estimação com assistência médica em caso de acidentes, responsabilidade civil e muito mais.

Gerês
créditos: Remote Tour Portugal

Estivemos perto da Barragem da Caniçada, cuja principal função é a produção de energia elétrica. Estende-se por 15 km ao longo do Rio Cávado, abrangendo ainda os rios Gerês e Caldo. Quando  a barragem é esvaziada para limpeza ou quando desce o nível das águas em períodos de seca, podem ver-se ainda as casas, os caminhos e os muros da antiga aldeia de Vilarinho das Furnas. Esta aldeia ficou submersa no início dos anos 70, mas está parcialmente retratada na exposição do Museu Etnográfico de Vilarinho da Furna.

Ainda que com tão mais para ver e descobrir, o final da semana chegou. E nós tínhamos que nos despedir deste local fantástico da melhor forma! Por isso, a sexta-feira à noite foi especial, fizemos uma sessão com o grupo e antecipamos o Magusto, com castanhas assadas na fogueira exterior que nos aquecia naquela noite estrelada. Partilhámos conquistas e sonhos entre todos e ainda, trocamos experiências pessoas e profissionais, assim como, recebemos o feedback (muito bom, por sinal) de todos os participantes referentes à segunda semana da Remote Tour Portugal. Dos quatro participantes desta semana, dois continuaram a experiência e, juntamente connosco, líderes desta tour, fomos rumo a Esposende, a próxima paragem da Remote Tour.

Acompanhem o Instagram da Remote Portugal e dos TravelB4Settle para acompanharem em tempo real a Remote Tour Portugal. E, claro, vemo-nos aqui no SAPO Viagens para desvendar a terceira semana que, da noite para o dia, esgotou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.