Águeda, especialmente Valongo do Vouga, recebeu-nos de braços abertos e conseguimos comprovar que esta zona de Portugal está mais do que pronta para receber esta nova forma de turismo: viajar enquanto se trabalha, o turista nómada digital. Conseguimos trabalhar nos nossos empregos/projetos enquanto exploramos novos sítios do nosso país em zonas tão pouco exploradas, ao mesmo tempo que partilhamos estas experiências com pessoas com o mesmo mindset que nós.

Não foi fácil avançar com um projeto desta dimensão, ainda para mais com apenas algumas semanas de planeamento e muitos fatores externos condicionantes ao sucesso do mesmo. Depois de muito esforço e dedicação para a organização desta projeto pioneiro em Portugal, muita ansiedade e nervosismo pelo arranque e conhecermos os participantes, podemos finalmente dizer que esta primeira semana foi um sucesso.

O primeiro grupo foi fantástico, com o Miguel a ser o único homem entre seis mulheres, e juntou todo o tipo de trabalhadores: empregados em teletrabalho, freelancers e empreendedores. Também as áreas de trabalho eram bastante diferentes, entre assistência virtual, inteligência artificial, videografia, marketing digital, etc. O ambiente foi espetacular e permitiu perceber como se pode trabalhar e aproveitar o melhor da vida, gerindo e potenciando um dos bens mais importantes que temos - o tempo.

Estivemos instalados na quinta de turismo rural - Quatro Anas -, onde foi possível conjugar o trabalho diário no meio da natureza, com muitos animais e uma horta que sustenta todo o alojamento. Para além de todas as facilidades como sala de cinema, piscina, ginásio, etc, o melhor deste alojamento é toda a envolvência da história da família e desta casa com mais de 50 anos. A mistura entre o estilo rústico e senhorial caracterizou o alojamento desta primeira semana e foi no mesmo que tivemos várias partilhas e experiências em grupo.

Turismo rural - Quatro Anas
créditos: TravelB4Settle

Desde um jantar com o presidente da Junta de Freguesia de Valongo do Vouga à beira da piscina com direito aos melhores petiscos e sobremesas da região, a um workshop de Finanças e Contabilidade, lecionado pela experiente Ludmila Rebola, na relva a aproveitar o tempo maravilhoso com que esta semana nos recebeu. Passando ainda por momentos de partilha de conhecimento à volta da fogueira com vinho da casa (diretamente produzido na quinta Quatro Anas), os tradicionais pastéis de Águeda e, ainda, os deliciosos fuzis, doces regionais de Águeda.

 workshop de Finanças e Contabilidade
créditos: TravelB4Settle

Ainda no tópico da alimentação, experiências gastronómicas não nos faltaram nesta semana. No dia que fomos visitar a cidade de Águeda, curiosos pela sua famosa rua dos chapéus de chuva coloridos, tivemos ainda tempo para parar no Restaurante Ribeirinho, onde nos dividimos pelo bacalhau à Ribeirinho (frito) e os diversos pratos de carne que a região oferece. Até os vegetarianos do grupo ficaram bem servidos e impressionados.

O que ficou a faltar foram mesmo os tais chapéus coloridos no ar, ou pelo menos a abundância deles como já é de esperar, já que em Águeda é caso para dizer "chapéus há muitos". Para evitar aglomerações, a rua dos chapéus não estava composta, mas isso não deixou a cidade menos interessante. A cidade está inundada de cor por todo o lado graças à arte urbana e várias exposições que tivemos a oportunidade de ver, como a colorida exposição no exterior do Instituto do Vinho e da Vinha, junto ao rio, e o espetáculo de arte na rua com as estátuas humanas.

Águeda
créditos: TravelB4Settle

Se pensávamos que Águeda era só isto, descobrimos que estávamos enganados logo no início da semana, quando aproveitámos o feriado (desafiados por algumas participantes do grupo) para percorrer um trilho de 11 Km em Sever do Vouga. O Trilho da Cabreia e Minas de Braçal presenteou-nos com cascatas maravilhosas e, ainda, com muitas descobertas pelas antigas minas, Malhada e Braçal, ricas em Galena e Minério de Chumbo.

A cascata da Cabreia impressiona pela sua dimensão e beleza única, sendo um local que transmite muita paz e tranquilidade. Foi excelente para aproximar ainda mais o grupo e a comunhão com a natureza foi fantástica.

Cascata da Cabreia
créditos: TravelB4Settle

E se começámos a semana com esta conclusão maravilhosa sobre esta zona do Centro de Portugal, tínhamos que acabar da melhor forma! Fomos contemplar o último pôr-do-sol juntos a um lugar que nos deixou boquiabertos. A Pateira de Fermentelos, localizada no triângulo dos concelhos de Águeda, Aveiro e Oliveira do Bairro, é a maior lagoa natural da Península Ibérica e também das mais belas com certeza. Rodeada de nenufares, garças e muitas zonas de natureza e, ainda, áreas instagrammable como o típico baloiço virado para o pôr-do-sol.

Ainda no concelho de Águeda, descobrimos mais uma relíquia de Portugal. Aliás, umas quantas. Em Macinhata do Vouga fomos ao Museu Ferroviário que tem dezenas de comboios de várias épocas e para vários fins, alguns com mais de 100 anos. Mas o melhor é que, na verdade, nós ainda podemos andar num destes comboios, a vapor com mais de 100 anos, e apanhar boleia para uma viagem pelo tempo.

Já rendidos à beleza, diversidade e gastronomia do distrito de Aveiro, quisemos ainda participar em alguma das atividades que caracterizam esta região e, por isso, não podia faltar uma atividade náutica nesta semana! A Secret Surf School proporcionou a todos os participantes da Remote Tour Portugal uma experiência de Stand Up Paddle na Ria de Aveiro na Costa Nova. Entre a oportunidade de contemplar a vista maravilhosa que este percurso nos ofereceu pelas típicas casas coloridas da Costa Nova e as sumptuosas paisagens marítimas e ribeirinhas, tivemos a oportunidade de remar junto aos flamingos e admirar estas aves tão desiguais e encantadoras.

 Stand Up Paddle na Ria de Aveiro na Costa Nova
créditos: TravelB4Settle

A Remote Tour Portugal continua esta semana pelo Gerês e nós cá estaremos para a semana a contar-vos como correu. Se te quiseres juntar às próximas em Esposende (de 17 a 24 de Outubro) ou em Sintra (de 17 a 24 de Outubro) ainda vais a tempo. Sabe mais na página oficial da tour e junta-te a nós!

Por último, mas não menos relevante, importa falar dos nossos patrocinadores. A Rede Expressos permitiu-nos viajar até ao local de destino, com todas as recomendações da DGS, e todos os participantes estão assegurados pela Iati Seguros Portugal, durante toda a experiência.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.