O Mont Saint-Michel, no noroeste de França, conserva uma das mais importantes construções religiosas da Idade Média, a abadia gótica que Victor Hugo tanto admirava. A cidadela está totalmente cercada por muralhas altas. Até se alcançar a entrada da abadia (fruto de várias fases de construção entre os século X e XVI) é preciso subir a Grande Rue e seguir depois por uma íngreme escadaria. No século X, a abadia serviu de casa aos monges Beneditinos e foi criada uma pequena vila em torno desta.

Durante a Guerra dos Cem Anos, entre França e Inglaterra, o Monte Saint-Michel foi uma fortaleza impenetrável, resistindo a todas as tentativas inglesas de tomá-la, transformando-se assim num símbolo da identidade nacional francesa. Também apelidada de “Maravilha do Ocidente”.

Descubra a melhor vista ao longo do passeio pelas ruas pitorescas, ou no Mont, situado a 360 km de Paris e localizado num pequeno morro. Reza a lenda que foi o próprio Arcanjo São Miguel a solicitar ao Bispo de Avranches a construção de uma pequena igreja neste local, no ano de 708.

Além da história e da arquitectura, os turistas podem apreciar a rápida e intensa subida da maré. O monte fica rodeado de água em pouco mais de uma hora (a ilha foi mesmo uma prisão famosa durante a Revolução Francesa). Na maré baixa é possível atravessar a baía com o apoio de guias locais. Quem quiser pode passar a noite num dos vários hotéis da região, sendo que o Le Relais du Roy tem uma bela vista para o Mont.

O local pode ser visitado durante todo o ano e é o segundo ponto turístico mais visitado de França.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.