Com a melhor pizza do mundo, perto de ilhas ensolaradas, ruínas históricas e um vulcão, o lendário Monte Vesúvio, há atrações suficientes na cidade italiana para ocupar qualquer visitante.

Veja aqui as nossas sugestões para um roteiro inesquecível e aproveite os voos para Nápoles da TAP.

CASTEL DELL'OVO

O Castel dell'Ovo foi construído no início do século 6 a. C., numa ilha que hoje está ligada ao continente, e é o mais antigo elemento defensivo da cidade de Nápoles. É uma estrutura fantástica de explorar e exibe uma exposição permanente sobre a história do castelo e várias exposições temporárias de arte.

Castel dell'Ovo
Castel dell'Ovo créditos: DR

PORTO DE NÁPOLES

O Porto de Nápoles - histórica porta de entrada para o Mediterrâneo -, é um lugar extremamente movimentado e a principal fonte de economia da cidade. É daqui que saem os barcos para Capri, Ischia e outros destinos populares. Estende-se do Castel Nuovo até à Piazza San Giovanni Battista, com belas vistas para a baía e para o Vesúvio.

Porto de Nápoles
Porto de Nápoles créditos: The Travellight World

Lungomare, o passeio marítimo que circunda o porto, é um bom lugar para experimentar a famosa culinária de Nápoles porque está repleto de restaurantes, pizzarias e cafés.

CASTEL NUOVO

Localizado nas proximidades da famosa Piazza del Plebiscito, o Castel Nuovo é um dos principais locais históricos de Nápoles. Criado em 1282, o castelo possui 5 torres circulares e um fantástico arco triunfal que foi adicionado numa data posterior. Suba as muralhas do castelo para ter uma vista deslumbrante de Nápoles e do seu porto.

Castel Nuovo
Castel Nuovo créditos: The Travellight World

PIAZZA DEL PLEBISCITO

A Piazza del Plebiscito é, sem sombra de dúvida, a praça principal de Nápoles. Aqui encontramos o Palazzo Real, o Palazzo Salerno, a Basílica de San Francesco, o Palazzo della Prefettura e ainda uma estátua dedicada a Carlos III de Espanha. É um excelente ponto de partida para explorar a cidade.

Na frente do Palazzo Reale estão 12 estátuas representando os antigos reis de Nápoles e, no seu interior, uma visita aos quartos bem preservados é essencial para completar a visita a este maravilhoso edifício histórico.

Piazza del Plebiscito
Piazza del Plebiscito créditos: The Travellight World

CENTRO HISTÓRICO

O centro histórico de Nápoles, que remonta a 470 a. C., é Património Mundial da UNESCO e tem muitas atrações incríveis, incluindo castelos, um palácio real, igrejas e catedrais.

A rua principal que divide o centro histórico é chamada Spaccanapoli ou Via San Biagio dei Librai. A partir desta artéria principal saem uma série de outras ruas secundárias, estreitas e sinuosas que levam a igrejas, lojas e edifícios históricos.

Das atrações principais destacam-se o Mosteiro de Santa Chiara, Piazza San Domenico Maggiore e Capela de Sansevero, Igreja de San Lorenzo Maggiore e a Catedral de Nápoles.

CATEDRAL DE NÁPOLES

Datada do século XIII, a Catedral del Duomo é uma magnífica estrutura e a igreja principal de Nápoles. Localizada na Via Duomo, este edifício religioso combina uma infinidade de estilos, incluindo gótico, renascentista e barroco, devido às constantes restaurações e acrescentos que foram feitos desde a sua construção.

Catedral del Duomo
Catedral del Duomo créditos: DR

No corredor sul encontra-se a sumptuosa capela de San Gennaro, santo padroeiro de Nápoles. No seu altar principal existe um busto de prata que contém o crânio do santo, que foi martirizado em 305, no tempo de Diocleciano.

Sob o altar-mor, e na área arqueológica subterrânea, é possível ver a Basílica Santa Restituta - a igreja mais antiga de Nápoles, originária do século IV e que ao tempo da edificação da Catedral foi integrada nesta.

CAPPELLA SANSEVERO

Construída em 1590, a capela foi outrora um edifício privado do duque de Torremaggiore e serviu como uma capela funerária familiar a partir de 1613. Localizada no centro de Nápoles, a capela não fica longe do porto e do Castel Nuovo. Embora esta capela seja bastante simples e despretensiosa do lado de fora, o seu interior é bastante rico e interessante, com um fresco magnífico a adornar o teto e uma enorme quantidade de obras de arte e esculturas famosas.

IGREJA DE SAN DOMENICO MAGGIORE

A Igreja de San Domenico Maggiore foi fundada por frades dominicanos e foi construída em 1324. A igreja está localizada no centro da cidade velha de Nápoles, perto da universidade, e está repleta de obras de arte renascentista e esculturas. O teto dourado e o altar-mor são particularmente impressionantes.

Igreja de San Domenico Maggiore
Igreja de San Domenico Maggiore créditos: DR

CATACUMBAS DE SAN GENARO

A entrada para este lugar sobrenatural fica perto da Basílica dell'Incoronata Madre del Buon Consiglio, na parte norte de Nápoles. Uma vez no subsolo podemos explorar um mundo subterrâneo secreto que contém uma enorme quantidade de detalhes e passagens, frescos, obras de arte, sepulturas e criptas que remontam à história antiga.

Uma visita guiada às catacumbas de San Genaro proporciona uma experiência memorável e uma interessante visão sobre o passado de Nápoles.

SANTA LUCIA

O distrito de Santa Lucia é o lugar ideal para conhecer Nápoles de uma perspetiva mais local. Localizado a oeste da Piazza del Plebiscito, este distrito tem uma infinidade de ruas estreitas onde podemos experimentar a vida napolitana no seu melhor.

Santa Lucia
Santa Lucia créditos: The Travellight World

Há muito movimento, vespas a passarem por entre as pessoas, roupa lavada pendurada nos estendais e crianças despreocupadas a brincarem na rua. Não faltam também padarias, pequenos cafés e lojas de artesanato. É um lugar muito colorido.

MUSEU ARQUEOLÓGICO NACIONAL DE NÁPOLES

Situado num belo edifício da década de 1750, que antes funcionou como um quartel militar e de cavalaria, este museu, localizado a norte do porto de Nápoles, possui uma das melhores coleções de antiguidades do mundo, com uma grande variedade de artefactos romanos e gregos, além de obras, como estátuas e mosaicos, recuperadas em Pompeia e Herculano.

O museu tem ainda em exposição as coleções de arte dos reis de Nápoles, as coleções de Farnese de Roma e Parma, as coleções dos palácios de Portici e Capodimonte e uma enorme coleção de objetos do antigo Egito, que inclui sarcófagos e máscaras mortuárias.

MONTE VESÚVIO

O Monte Vesúvio domina o horizonte e a paisagem em torno de Nápoles. É o vulcão lendário que em 79 d.C. causou a destruição de Pompeia e Herculano. É o único vulcão ativo da Europa continental e atualmente está integrado num parque nacional que pode ser visitado.

Monte Vesúvio
Monte Vesúvio créditos: DR

Durante a visita é possível subir as encostas do Monte Vesúvio para ver a cratera de 1,2 km, a partir da qual sobem as nuvens de vapor do adormecido mas ainda ativo vulcão.

As vistas panorâmicas para a pitoresca baía de Nápoles são simplesmente fantásticas.

POMPEIA

Pompeia era uma cidade grande e estava no seu auge quando em 79 d.C. foi destruída por uma erupção devastadora do vulcão Vesúvio. Apesar da causa da devastação e da quantidade de lava que derramou sobre a cidade, Pompeia foi preservada pela enorme camada de cinzas que foi depositada sobre as suas ruínas.

Pompeia: a cidade que ressurgiu das cinzas
Pompeia créditos: The Travellight World

Hoje podemos visitar Pompeia e percorrer as suas extensas ruínas. Pontos turísticos particularmente interessantes incluem o Anfiteatro, a casa do Fauno, o Templo de Apolo e o Templo de Júpiter.

HERCULANO

Não tão conhecidas como Pompeia mas nem por isso menos interessantes, as ruínas de Herculano, a outra cidade que foi devastada pela erupção do Vesúvio em 79 d.C., também foram preservadas pelas cinzas.

Muitos dos artefactos e estruturas encontrados pelos arqueólogos aquando da sua escavação permanecem no local e oferecem ao visitante uma oportunidade única de vislumbrar como seria a vida na cidade no momento da sua destruição.

Herculano
Herculano créditos: Jonathan Look Jr

A Villa dos Papiros e a Casa de Argus, em especial, merecem atenção pelos belos frescos que decoram as paredes.

VILLA FLORIDIANA

Quando o caos da cidade e o barulho do tráfego ficam muito intensos, há um lugar para onde os napolitanos gostam de escapar: a Villa Floridiana.

Situada no meio da colina de Vomero, esta villa, que hoje abriga o Museo Duca di Martina, foi a casa de veraneio da duquesa de Floridia, Lucia Migliaccio, esposa do rei Fernando de Bourbon do reino das duas Sicílias.

Villa Floridiana
Villa Floridiana créditos: DR

A Villa tem um bonito jardim, um pequeno lago, um café e um miradouro com uma vista de tirar o fôlego.

O Museo Duca di Martina, que apresenta uma das mais importantes coleções italianas de artes decorativas, também merece uma visita.

ILHA DE CAPRI

Uma viagem de barco do porto de Nápoles até à bela ilha de Capri leva pouco menos de duas horas e há muitas ligações diárias, efetuadas por barco, entre a ilha e o continente e a vizinha Sorrento.

Capri
Capri créditos: The Travellight World

Um passeio até esta pequena ilha, conhecida pela sua paisagem dramática, casas coloridas e costa rochosa pontilhada com belas cavernas, é obrigatório para quem visita Nápoles.

Texto: The Travellight World

Nápoles desde 65€