Esta pequena ilha, que fica nos arredores de Hiroshima, Japão, tem trilhos para caminhadas, locais de interesse histórico (museu e ruínas)  e lagoas.

A região ganhou o apelido de "Usagishima", que significa "ilha do coelho". Apesar de serem selvagens, os animais já se habituaram à presença dos visitantes que lhes dão comida.

Ninguém sabe ao certo de onde chegaram. Segundo muitas famílias, um grupo de alunos em visita de estudo, na década de 70, terá ali deixado oito coelhos. Hoje estima-se que existem mais de 300 animais e a população não pára de crescer.

A ilha desempenhou um papel importante no início no século XX, no período entre as duas grandes guerras. Na década de 1920, foi ali instalada uma fábrica secreta para produzir gás venenoso, que ficou activa até 1945. Existe mesmo um museu que conta a história deste período histórico. Felizmente, o cenário é agora diferente.

Hoje em dia, é uma zona de diversão para crianças e adultos. E os coelhos, que também foram sacrificados como cobaias durante a época de produção de gás letal, não estão relacionados com nenhum dos animais que ali vivem actualmente, garantem as autoridades japonesas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.