Fernando de Noronha, Brasil

Fernando de Noronha
créditos: Booking.com

Poucos lugares no mundo proporcionam um mergulho como o que pode ser feito em Fernando de Noronha. A ilha, com as suas águas límpidas, tem uma visibilidade de cerca de 50 metros e é possível ver com nitidez todas as espécies de peixes, tartarugas marinhas, golfinhos e até tubarões.

Mesmo quem não tem certificado de mergulho pode ter apreciar o fundo do mar, já que há pontos em que é possível usar apenas o snorkel, como na Baía do Sueste, umas das praias mais bonitas do arquipélago.

Para uma experiência mais imersiva, o ideal é usar a botija. Na ilha pernambucana, os melhores meses para a atividade são entre agosto e dezembro.

Ilhas Similan, Tailândia

Tailândia
créditos: Booking.com

Aqui é certamente a meca dos mergulhadores. As Ilhas Similan são um Parque Nacional Marinho banhado por águas cristalinas e com uma biodiversidade de encher os olhos. É bastante comum ver alguns animais gigantes como os tubarões-baleia e as raias-manta, e outros menores, como caranguejos, lagostas e peixes que vivem entre os recifes decorados com diversos corais.

Uma atividade bastante comum é o live aboard, uma espécie de retiro em que mergulhadores passam entre 3 a 4 dias num barco, apenas navegando e mergulhando. Estas viagens pelas Ilhas Similan acontecem de novembro a maio, quando a visibilidade está entre 25-40 metros.

Cairns, Austrália

Cairns, Austrália
créditos: Booking.com

No mar australiano está a maior estrutura viva do planeta. A Grande Barreira de Corais estende-se por quase 3 mil quilómetros ao longo da costa e é reconhecida como património da humanidade. Cairns, que é a porta de acesso mais fácil ao local, é um pedaço em terra firme é ideal para mergulhadores que desejam aventurar-se pelos jardins de corais rasos, pináculos, canais profundos, valas, cavernas e navios naufragados. Tenha em mente que a visibilidade costuma ser melhor de junho a agosto.

Bali, Indonésia

Guia do mergulho: 5 destinos para uma visita subaquática
Ilhas Gili créditos: Booking.com

A Indonésia é formada por mais de 17 mil ilhas e mais de 500 pontos perfeitos para mergulho, sendo Bali um dos mais famosos. O país tem uma diversidade subaquática com mais de 3 mil espécies de peixes e cerca de 600 de corais, e as atrações durante o mergulho são muitas: golfinhos, arraias, baleias e até um vulcão submarino. A melhor época para a atividade aquática é entre abril e dezembro.

Belize City, Belize

Belize
créditos: Booking.com

Não poderia faltar o mar das caraíbas nesta lista. Belize, o pequenino país da América Central, acolhe um dos lugares mais fascinantes do mundo, o Blue Hole, uma caverna em forma de círculo no meio do mar, com pouco mais de 300 metros de diâmetro e cerca de 135 metros de profundidade. Este, inclusive, é o ponto mais procurado por mergulhadores que visitam o país e vale a pena lembrar que o local exige alguma experiência na prática da atividade. A melhor época para mergulhar em Belize é entre abril e junho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.