Frits Huffnagel, político do Partido Popular para a Liberdade e a Democracia, sugeriu ao governo local que considere a proibição de despedidas de solteiro, uma vez que essas festas estão cada vez mais fora de controlo. "Amsterdão devia preocupar-se em proibir grupos de pessoas bêbadas. Isso é o que de facto causa problemas", disse Huffnagel à Fox News. Huffnagel alegou ainda que as despedidas de solteiro nesta cidade histórica estão a ficar cada vez mais "descontroladas" nos últimos anos, pois atraem "foliões" de toda a Europa.

O governo local de Amsterdão propôs uma série de medidas sérias para pôr fim a qualquer comportamento descontrolado, seja ao restringir a venda de cerveja, aos passeios de Segway, aos passeios de barco ou à proibição imposta aos anfitriões do Airbnb de oferecer alugueres de curto prazo nas áreas mais caóticas. Além disso, haverá aumento de impostos e multas pesadas que vão dos 100 euros por se embriagar em vias públicas, aos 150 euros por urinar num canal, perturbar a paz ou deitar lixo para o chão.

As multas fazem parte de uma campanha chamada Enjoy & Respect, que foi proposta em maio deste ano. O novo governo da cidades propôs a campanha, que inclui uma série de medidas para reprimir  comportamentos  descontrados na cidade, conhecida pela sua animada vida noturna.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.