A Madeira é um destino de férias fantástico! Esta maravilhosa ilha é constituída por falésias dramáticas, vales verdejantes, antigos caminhos atravessados por canais de água (levadas) e praias rochosas de areia negra.
Se acrescentarmos a tudo isto a boa comida, os excelentes hotéis e as vistas de cortar a respiração… esta ilha tem tudo para agradar.

Já conhece a Pérola do Atlântico? Ainda não? Então do que está à espera? Marque já na TAP os seus bilhetes para o Funchal, voe até lá e garanta umas férias inesquecíveis, cheias de memórias únicas.

A FESTA DA FLOR

Sempre ouvi dizer que a Madeira é um jardim, mas nada me preparou para a famosa Festa da Flor: uma verdadeira explosão de cor e fragrâncias!

Imagine uma cidade, onde por todo o lado encontra flores. Milhares e milhares delas, em exposições, em cortejos, em decorações, num muro ou a cobrir os passeios. É um espetáculo de pura beleza.

Com origens que remontam ao ano de 1954, esta festa nasceu de uma bem-sucedida exposição onde os madeirenses — conhecidos por se dedicarem ao cultivo de flores — mostraram ao mundo os mais belos espécimes florais da ilha.

No início, o ponto alto do evento consistia na atribuição de prémios às melhores flores apresentadas em exposição, mas atualmente a festa ganhou outra dimensão e ocupa algumas das artérias e praças centrais do Funchal, como a Avenida Arriaga e a Praça da Restauração. Carros alegóricos, concursos florais, espetáculos musicais, grupos folclóricos e todo o tipo de decorações realizadas com flores fazem a animação das gentes locais e dos turistas que visitam a ilha.

funchal
créditos: The Travellight World

O cortejo é uma espécie de Carnaval, em que crianças, mulheres e homens de todas as idades cantam, dançam e distribuem sorrisos e acenos.
Dezenas de carros alegóricos, enfeitados com as flores típicas da ilha, deixam o ar perfumado e a animação é muito grande. É uma experiência inesquecível e muito bonita se de ver!

Mas nem só do cortejo vive a festa. Na verdade, ela começa muito antes do desfile, quando dezenas de tapetes de flores naturais são montados e expostos no centro do Funchal. É um trabalho impressionante e muito original que enche ainda mais de cor a cidade.

funchal
créditos: The Travellight World

O Muro da Esperança é outro destaque da Festa das Flores. Logo no início dos festejos, milhares de crianças vestidas a preceito acorrem à Praça do Município, para participarem na construção de um mural de flores.

O tradicional mercado de flores merece igualmente uma visita. Podemos ver as vendedoras vestidas com os seus fatos regionais e conhecer toda a diversidade de espécies florais da região.

A Festa da Flor é uma verdadeira celebração da primavera!

PRAIAS E PISCINAS NATURAIS

Mas, conforme descobri, a Madeira, na primavera tem muito mais para oferecer. É verdade que o clima subtropical da ilha faz dela um excelente destino para visitar ao longo de todo o ano, mas quando estive lá para a Festa da Flor, o tempo estava tão incrível que consegui desfrutar até da praia!

A Madeira tem praias absolutamente encantadoras. A Prainha, no Caniçal, por exemplo, é pequenina, mas as suas areias negras de origem vulcânica facilmente conquistam todos com a sua beleza.

A Praia Formosa, em São Martinho, ao contrário da Prainha, é a maior praia pública da ilha, dividindo-se na realidade em três sub-praias: a Praia Nova, a Praia dos Namorados e a Praia do Areeiro.

Já a Praia do Porto Santo — que foi considerada uma das melhores praias de Portugal e uma das mais bonitas da Madeira — tem um extenso areal (9 quilómetros) de areias finas e águas azuis.
A Praia da Laje, também conhecida como Praia da Jamaica, é outra praia de areia negra, tranquila e com uma bonita paisagem envolvente.

A água estava muito fria para banhos, mas ainda assim resolvi visitar as piscinas naturais da ilha.
Na ponta noroeste da Madeira, na vila de Porto Moniz, encontram-se uma série de bonitas piscinas formadas por lava vulcânica e a oeste do Funchal, caminhando ao longo da costa, encontramos, entalhadas nas falésias, outras duas maravilhas naturais da ilha: as piscinas da Doca do Cavacas e a piscina de Câmara de Lobos.

madeira
créditos: PxHere

O tempo também estava perfeito para fazer um passeio pelas levadas — canais de irrigação que atravessam a ilha. Existem mais de 2.000 quilómetros de caminhos de levada e eles geralmente passam ou terminam em quedas de água impressionantes.

CENTRO HISTÓRICO DO FUNCHAL

Voltando ao centro do Funchal, diverti-me a rever algumas das suas atrações mais conhecidas, como a Sé Catedral, o Mercado dos Lavradores e a estreita Rua de Santa Maria — a mais antiga da cidade, com os seus cafés e restaurantes e muitas portas pintadas por artistas como parte do “Projeto Arte de Portas Abertas”.

Um passeio de teleférico até ao Monte é sempre obrigatório. Proporciona vistas extraordinárias ao visitante e convida-o a descobrir o belo Jardim Tropical Monte Palace, com a sua coleção de artefactos orientais, painéis históricos de azulejos e um museu de esculturas africanas.

madeira
créditos: The Travellight World

Depois vem o mais divertido: Descer o monte numa cesta de vime, empurrada a uma boa velocidade por dois rapazes vestidos com um traje branco tradicional e de chapéus de palha.

A boa comida é algo que também está sempre presente quando passamos férias na Madeira.
Uma dos pratos mais famosos da ilha é a espetada madeirense, preparada com suculentos pedaços de carne de vaca, temperados com folhas de louro, alho e sal, assados em fogo de lenha.
O bolo do caco com manteiga de alho é a entrada perfeita e um copo de poncha — a tradicional bebida feita com aguardente de cana, mel, açúcar, casca de limão e sumo de fruta — é ótimo para começar bem a noite.

Qualquer que seja o motivo da visita — a Festa da Flor, a praia, as maravilhas naturais ou a gastronomia — uma coisa é certa, a Ilha da Madeira nunca desaponta ninguém!

Texto: Ana Maria Barreto - The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.