Foto: Giacomo Zucca

Situada a cerca de 30 quilómetros de Colónia, Bona é uma cidade especial. Além de ter sido capital da Alemanha ocidental entre 1949 e 1991 (quando, com a reunificação do país, passou o testemunho a Berlim), foi aqui que nasceu, há 250 anos, Ludwing van Beethoven, o compositor clássico mais escutado em todo o mundo. Não há quem não conheça o Hino à Alegria da sua 9ª Sinfonia, tão popular que é regularmente usado como banda sonora na publicidade de grandes marcas internacionais.

A terra natal de Beethoven, onde viveu até aos 22 anos – antes de se mudar para Viena, na qual viria a falecer em 1827 – vai celebrar o seu 250º aniversário até dezembro. Esta é, portanto, uma excelente oportunidade para viajar até lá, tal como sugere a reconhecida editora Lonely Planet, que incluiu Bona no Top 10 das cidades a visitar em 2020.

Centro de Bona
Centro de Bona créditos: Michael Sondermann

Eis algumas atrações e eventos incontornáveis na ex-capital alemã, que fica à curta distância de um voo direto desde Portugal.

1. A “nova” casa de Beethoven

No centro da cidade, mais concretamente na Bonngasse nº 20, Beethoven nascia a 16 de dezembro de 1770, data presumível tendo em conta que foi batizado no dia seguinte. Adquirida pela Associação Beethoven-Haus, essa residência foi transformada num museu que inaugurou em 1893, agora totalmente remodelado e ampliado para celebrar o 250º aniversário.

Beethoven Haus
Beethoven Haus créditos: David Ertl

Reaberto em dezembro último, exibe a mais importante coleção do mundo, integrando manuscritos originais, retratos, mobiliário, instrumentos musicais e objetos do quotidiano, incluindo aparelhos que o compositor usou para combater as crescentes dificuldades auditivas – uma visita definitivamente a não perder para conhecer melhor o homem, o artista e o seu imenso legado intemporal.

2. Beethovenfest em dose dupla

Todos os anos, no outono, Beethoven é celebrado num reputado festival que conta com a participação de solistas e orquestras de renome mundial e dá a conhecer jovens talentos. Foi criado em 1845, com o apoio do também compositor Franz Liszt, seu grande admirador, e neste ano de comemoração do 250º aniversário terá mais uma edição já em março, de 13 a 22.

O evento habitual irá realizar-se de 4 a 27 de setembro. Em ambos os casos convém adquirir os bilhetes com bastante antecedência (alguns concertos já estão esgotados).

Beethoven Haus e busto de Cantemir Riscutia
Beethoven Haus e busto de Cantemir Riscutia créditos: Beethoven Haus

3. Muitos museus

Entre as principais atrações de Bona contam-se igualmente os seus mais de 20 museus. Um deles é a Haus der Geschichte, ou Casa da História, que proporciona uma autêntica viagem no tempo ao período entre o final da II Guerra Mundial e a reunificação; outro é o Kunstmuseum, com um dos acervos mais completos do expressionismo alemão, além de arte contemporânea; outro ainda é o Bundeskunsthalle, Salão de Arte e Exposições, facilmente reconhecível pelos seus três cones azuis projetados por Gustav Peichl, que acolhe múltiplas e interessantes exposições temporárias ao longo do ano. A própria universidade, onde estudaram ou lecionaram personalidades como Karl Marx e o Papa Bento XVI, possui vários museus e um Jardim Botânico.

4. Coração verde

Um verdadeiro símbolo da cidade é o parque Rheinaue, com 160 hectares, uma área quase tão grande quanto todo o centro de Bona e um dos locais preferidos dos seus habitantes. Possui um lago de 15 hectares, sendo possível alugar barcos a remos para passeios; um Jardim Japonês e um Jardim de Rosas; 45 quilómetros de percursos para caminhadas, skate park e outras zonas dedicadas à prática desportiva. Também tem restaurantes e, como não poderia deixar de ser, esplanadas onde relaxar e beber uma boa cerveja alemã.

Arte no parque
Arte no parque Rheinaue créditos: Michael Sondermann

5. Rio luminoso

No dia 2 de maio, como costuma acontecer no primeiro sábado do mês, volta a realizar-se o grandioso Rhein in Flammen, ou Reno em Chamas, espetáculo de fogo de artifício que dá um colorido muito especial ao rio Reno, às suas margens e aos principais monumentos de Bona. Cerca de seis dezenas de barcos iluminados contribuem também para um evento único e muito popular, atraindo anualmente milhares de pessoas.

Fonte: Destino Alemanha

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.