Viajar custa dinheiro, mas as férias sempre foram um dos caprichos difíceis de abdicar. Embora os prazeres de uma mudança e desligar do quotidiano possam por vezes ser alcançados a preços acessíveis e se formos pacientes para encontrar os melhores preços, a maioria, no entanto, sonha que pelo menos uma vez na vida tenha oportunidade de desfrutar de uma viagem de luxo com todo o conforto.

Um sonho que se pode tornar realidade, caso se ganhe os milhões da lotaria de Natal e os portugueses gostam de sonhar alto.

Isto pôde ser comprovado através de um recente estudo levado a cabo pelo motor de busca de voos e hotéis da Jetcost, segundo o qual dois em cada cinco portugueses, no caso de conseguirem ganhar um bom prémio na lotaria, fariam de seguida umas férias de luxo num destino longínquo viajando, claro, em Classe Executiva.

De acordo com as respostas, outro desejo interessante foi identificado. Muitos, e se o valor do prémio o permitisse, dar-se-iam ao luxo de fazer um ano sabático, viajando pelo mundo inteiro.

viajar
créditos: Jetcost

A todos perguntou-se qual era a primeira coisa que fariam imediatamente se ganhassem uma quantia considerável na lotaria e estas foram as respostas mais comuns:

1. Deixar o emprego - 23%.
2. Comprar uma casa nova - 53%.
3. Fazer uma viagem voando em classe Executiva: 41%.
4. Comprar um carro de luxo - 38%.
5. Ajudar a família - 32%.
7. Criar um negócio - 28%.
6. Viajar pelo mundo durante um ano - 23%
8. Comprar uma joia - 20%.
9. Contribuir para uma Instituição de Caridade - 16%.
10. Ter umas férias de luxo com o companheiro(a) - 15%.

Apenas 11% disseram não querer fazer nenhum capricho e preferiam investir todo o dinheiro que ganhassem.

Em seguida, perguntou-se a todos os entrevistados quanto deveriam ganhar para poderem realizar pelo menos um sonho: 65%, apesar de todas as previsões, responderam que ficariam satisfeitos com 150.000 euros, valor que lhes permitiria cumprir um bom desejo. Por outro lado, 32% admitiu querer ganhar pelo menos um milhão de euros. Por fim, 3% disseram que prefeririam ganhar no máximo 50.000 euros.

Além disso, a maioria dos que responderam que queriam contribuir para uma Instituição de Caridade, declarou que já eram ricos. Apenas alguns (5% dos 16% que escolheram esta opção) disseram que não estavam interessados em dinheiro e consideravam-se felizes em ajudar os mais necessitados.

lotaria
créditos: Jetcost

A equipa da Jetcost conduziu a pesquisa como parte de um estudo mais amplo sobre os desejos e as expectativas de férias dos portugueses. Foram entrevistadas 1.500 pessoas com mais de 18 anos que fizeram pelo menos, duas viagens nos últimos 12 meses.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.