O anúncio foi feito pelo ministro do Interior, Vladimir Kolokotsev, e tem como objetivo mudar a imagem da polícia russa, tanto fora como dentro do próprio país.

Os agentes policiais russos têm a fama de realizar controlos de identidade aleatórios e demorados no meio da rua ou recorrer a táticas autoritárias para conter manifestações pacíficas.

A Rússia também vem tentando construir uma imagem de um país aberto e acolhedor, apesar do recente aumento de tensões diplomáticas com o ocidente.

"Estas unidades serão formadas por agentes do ministério do Interior que falam várias línguas. Caso necessário, será feita uma formação extra", explicou o porta-voz da polícia, Irina Volk.

Esta política começou nos Jogos Olímpicos de Sochi-2014 e continuou durante a Taça das Confederações, em junho do ano passado.

A pouco mais de dois meses para o início do Mundial (14 de junho a 15 de julho), as autoridades querem garantir que os adeptos das 32 seleções participantes sintam-se seguros e bem acolhidos na Rússia.

A polícia turística estará posicionada ao redor dos estádios e das 'fan-zones' das onze cidades-sede a partir de 25 de maio.

Fonte: AFP

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.