A proibição diária da circulação de automóveis nos dois sentidos, entre as 07:00 e as 20:00, entre os parques de estacionamento das praias da Figueirinha e do Creiro, bem como a proibição da circulação rodoviária no acesso à praia da Albarquel, são algumas das medidas previstas no Programa “Arrábida Sem Carros e em Segurança 2022”, aprovado pela Câmara Municipal de Setúbal no passado dia 06 de abril.

A autarquia promete, por outro lado, um reforço dos transportes públicos entre a cidade de Setúbal e as praias da Arrábida durante o verão, com carreiras de 30 em 30 minutos. Esta periodicidade poderá, no entanto, ser reduzida para apenas 15 minutos, entre as 07:00 e as 9:30 e entre as 17:00 e as 19:00.

Devido aos frequentes congestionamentos de tráfego, situação muitas vezes agravada por viaturas mal estacionadas que impedem a passagem de veículos de emergência e socorro, a Câmara de Setúbal decidiu impor um conjunto de restrições à circulação automóvel nas estradas de acesso às praias da Arrábida durante a época balnear, que hoje se inicia na zona.

"Salvem o Portinho da Arrábida": A mais emblemática praia da Arrábida está a desaparecer
"Salvem o Portinho da Arrábida": A mais emblemática praia da Arrábida está a desaparecer
Ver artigo

Por outro lado, houve um reforço significativo do transporte público para as praias, que este ano será assegurado pela primeira vez pelos autocarros da nova operadora Carris Metropolitana.

As carreiras entre Setúbal e estas praias são abrangidas pelo passe Navegante e têm a garantia de desdobramentos em caso de necessidade.

Os residentes, comerciantes e concessionários das praias podem pedir cartões de acesso para viaturas particulares, por “requerimento disponibilizado na página do município ou pelo endereço de correio eletrónico praias@mun-setubal.pt”.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.