Gregory Lagana apresentou a queixa no Tribunal Distrital do Distrito de Nova Jersey pelo suposto ataque, que envolveu o comissário de bordo Lance Wiley que terá agredido o passageiro “dando repetidos socos no rosto e atrás da cabeça”.

De acordo com o processo, o Gregory Lagana alega que Lance Wiley o atacou enquanto ele estava no seu assento. Wiley estava no corredor com um carrinho de bebidas, segundo informou o jornal USA Today, e os dois discutiram sobre o pedido de bebida feito por Gregory. A situação intensificou-se, tendo o comissário de bordo partido para a agressão.

No processo, o homem disse que sofreu ferimentos graves, incluindo "hematomas no couro cabeludo, escoriações, inchaço, vermelhidão, feridas na mão e feridas defensivas" e uma lesão cerebral que exigiu "tratamento neurocirúrgico".

"Como resultado do acidente, o queixoso sofreu ferimentos graves, sérios e permanentes, bem como lesões mentais e emocionais, tornando-o permanente e gravemente ferido", diz o processo, segundo informou o USA Today. Gregory Lagana procura agora uma compensação no valor de 161 mil dólares (cerca de 140 mil euros).

Um porta-voz da American Airlines, Matt Millter, disse em comunicado ao USA Today que a companhia está a "rever a ação e os detalhes do voo", mas não fez mais comentários.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.