Esta unidade museológica, instalada na antiga escola primária do Toural, celebra a nacionalidade portuguesa e homenageia o feito heroico de Martim Gonçalves de Macedo na Batalha de Aljubarrota, a 14 de agosto de 1385, que viria a afirmar Portugal como um Estado independente e soberano.

Natural de Macedo de Cavaleiros, Martim Gonçalves de Macedo viria a ficar ligado à História de Portugal ao salvar a vida do Mestre de Avis, futuro Rei D. João I na Batalha de Aljubarrota. Naquele fim de tarde de 14 de agosto de 1385, o castelhano Sandoval consegue derrubar e desarmar o Mestre de Avis que vê a morte à frente e com ela, as aspirações da independência de Portugal em risco após a crise de 1383-1385. É salvo in extremis pelo escudeiro macedense, que pelo seu feito seria ordenado cavaleiro, conquistando um lugar na história que, entretanto, o viria a esquecer.

O museu poderá ser visitado de terça a sexta-feira, das 9h00 às 17h00 e sábados, domingos e feriados das 10h00 às 16h00. Encerra às segundas-feiras.

O município de Macedo de Cavaleiros assumiu recentemente a administração do Museu, tendo estabelecido um protocolo de cooperação com a Associação Terras Quentes (ATQ). A autarquia assume a gestão e dinamização do museu, cabendo à ATQ a coordenação científica do espaço, bem como de todo o seu espólio. “Com o protocolo recentemente assinado, passamos a dispor de uma gestão em que os interesses do município são acautelados, mantendo o mesmo trabalho de preservação e valorização da história do nosso concelho”, salienta Benjamim Rodrigues, presidente da Câmara Municipal.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.