A 700m de altitude, escondida num vale da Serra da Lousã, fica a aldeia da Cerdeira, rodeada pela natureza e beleza das montanhas. É neste cenário idílico que decorre a 14ª edição do Elementos à Solta – Art Meets Nature, um festival único do seu género que celebra o encontro das artes com a natureza.

Após uma pausa em que o mundo parou, o tema deste ano centra-se na “Reconstrução do Mundo”, inspirado na poesia de Sophia de Mello Breyner. Por isso, os artistas convidados deste ano têm um desafio em mãos: repensar e reconstruir um mundo à mão, à medida de todos os nossos sonhos. Este ano, artistas das mais variadas áreas irão expor as suas obras: desde a cerâmica à arte em madeira, papel, têxtil, vidro, azulejo e metal. Estarão presentes nomes como Ana Rita Albuquerque, Carolina Garfo, Vânia Costa, entre muitos outros. Inspirados pelo tema, estes artistas estarão no festival a partilhar a sua arte e saber com todos os interessados. As suas obras também andarão “à solta” pela aldeia, para que todos as possam conhecer e explorar.

Neste evento com entrada gratuita, a programação promete satisfazer todos os participantes, desde os artistas aos mais novos. Os dias serão preenchidos com instalações de arte interativas, espetáculos de teatro, marionetas e apresentação de filmes. À noite, a música invade a aldeia com a cantora de jazz e fadista Cristina Branco com João Paulo Esteves da Silva (sábado) e os ritmos africanos de Kimi Djabaté (sexta-feira).

No sábado, irão decorrer workshops criativos para todas as idades, onde os participantes poderão experimentar o barro na roda de oleiro, criar o seu próprio azulejo, fazer uma escultura em cerâmica, montar um forno a partir do molde do próprio pé ou construir um colorido papagaio de papel. A inscrição nos workshops é obrigatória através da página do evento.

Para completar a experiência, é ainda possível desfrutar de um almoço/jantar servido na Taberna das Artes (mediante reserva), num ambiente incrível envolto pela natureza e criatividade.

O evento conta com o apoio da Câmara Municipal da Lousã e da ADXTUR.

Cerdeira, uma aldeia que renasceu das cinzas

Depois de estar abandonada desde o século XX, a Cerdeira renasceu das cinzas a partir da persistência e vontade de voltar a dar vida a este lugar. Sem mudar a arquitetura original e aura local da aldeia, as suas casas de xisto foram reconstruídas e, agora, é possível percorrer as suas ruas e recantos com a sensação de que regressámos ao passado.

Hoje, a Cerdeira – Home for Creativity é um espaço de turismo rural intimamente ligado às artes, situado na Serra da Lousã, a cerca de 37 quilómetros de Coimbra. Dispõe de nove casas de xisto recuperadas e de um conjunto de infraestruturas e ateliers de trabalho. Na Escola de Artes & Ofícios é possível participar em diversas experiências criativas, workshops e cursos nas áreas da cerâmica, desenho, madeira, cestaria, entre outros saberes.

Se em tempos esteve em risco de desaparecer, hoje recebe pessoas de todos os cantos, desde o hóspede que procura um lugar para fugir da azáfama da cidade ao artista que vê a Cerdeira como um local de inspiração e criação artística.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.