O voo, que deveria sair de Orlando para o aeroporto de Gatwick na última quinta-feira, foi cancelado devido a problemas mecânicos. Os passageiros foram, então, enviados para um hotel e no dia seguinte, foram levados de volta para o aeroporto John F. Kennedy, mas mais uma vez devido a atrasos, não conseguiram voo e foram forçados a dormir no aeroporto.

Apenas alguns passageiros foram acomodados em hotéis, já que, segundo a companhia que havia poucos quartos disponíveis na cidade de Nova Iorque devido à maratona que foi realizada neste fim de semana. Além disso, os passageiros alegaram que a companhia aérea não entregou vales para alimentos ou bebidas.

De acordo com a British Airways, “nossa aeronave desviou para Nova Iorque no sábado pela manhã por precaução, após uma pequena questão técnica. Pedimos desculpas aos nossos clientes pelo atraso nos seus planos de viagem. Enviamos uma aeronave para Nova Iorque no sábado de manhã para levar os clientes de volta a Londres, o mais rápido possível”.

A companhia aérea alega que as suas equipas no terreno cuidaram dos clientes, procuraram quartos de hotel e forneceram vales-refeição, acrescentando que a segurança do cliente e da tripulação é a prioridade. Felizmente, os 200 passageiros chegaram a Londres no domingo - três dias depois de sair de Orlando, na Flórida.

"Nós reconhecemos que esta foi uma experiência exaustiva e frustrante para os nossos clientes, e pedimos desculpas pelo longo atraso no voo", disse a British Airways em comunicado. "Os clientes foram hospedados sempre que possível e, embora houvesse quartos de hotel limitados disponíveis, as nossas equipas cuidaram dos clientes no nosso salão de primeira classe, fornecendo roupa de cama, alimentos e bebidas para garantir que ficassem confortáveis durante a estadia."

De acordo com a política oficial de atraso/cancelamento de voos da companhia aérea, se um voo atrasar ou for cancelado, os passageiros poderão receber uma indemnização. Além disso, para atrasos de mais de duas horas na partida, os passageiros são elegíveis para refeições gratuitas, telefonemas e acesso a e-mail, e para atrasos de mais de cinco horas, os passageiros podem solicitar um reembolso do custo do bilhete. A companhia aérea também promete acomodação em hotel e facilidade de transporte para atrasos durante a noite.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.