Katsutoshi Jitsukawa, um piloto japonês de 42 anos da Japan Airlines, foi detido esta semana na sequência de um teste de álcool. De acordo com a BBC, tinha uma taxa quase 10 vezes superior ao permitido por lei para piloros que é de 20 miligramas de álcool por cada litro de sangue.  A televisão japonesa explicou que o alerta foi dado por outro membro da tripulação, que sentiu o cheiro a álcool.

O piloto da Japan Airlines já foi presente ao tribunal de Uxbridge, onde se declarou culpado, tendo o  tribunal londrino pedido prisão preventiva para o piloto japonês que será julgado a 29 de novembro, noutro tribunal.

O voo com destino a Tóquio descolou com quase setenta minutos de atraso.

A Japan Airlines emitiu um comunicado no qual se desculpa e se compromete a “introduzir medidas que impeçam que isto se repita”, além de ter ressaltado que “a segurança dos passageiros é prioridade”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.