Bilhete-postal enviado por Nuno Costa

Do Montenegro pouco conhecia. Pesquisas anteriores revelaram-me um país com muito para oferecer e com uma natureza deslumbrante. Embora com largo trabalho a fazer em termos turísticos, nomeadamente na recepção aos seus visitantes, a beleza natural deste pequeno país salta à vista, causando um deslumbramento face à miríade de surpresas que nos esperam.

Um caso único, classificado há largos anos pela UNESCO como património mundial, é a Baía de Kotor, por muitos considerada a baía mais bela do mundo e ainda um segredo bem guardado. Um prazer poder vaguear com o corpo e a alma pelas ruelas da bela Kotor e, quem sabe?, numa tentativa de se aproximar dos deuses, subir os 1200 metros de muralhas que nos permitem a visão deslumbrante e que nos faz acreditar que a vida é de facto bela!

Mas a maior surpresa ainda estava para vir, quando num comboio entre Bar, no Montenegro, e Belgrado, na Sérvia, fui interpelado por uma montenegrina com um ar ansioso de quem queria partilhar algo importante, questionando-me se era português, dado ter escutado uma conversa alheia onde reconheceu as palavras "frio" e "noite" - segundo ela, no Montenegro passam algumas séries portuguesas na televisão! Surpresa das surpresas saber que as produções nacionais passam em território montenegrino.

Na sua despedida, esta montenegrina indicou que o seu nome em montenegrino, Nada, em português se traduzia na palavra Esperança! Uma surpresa mais! Encontrar a tão portuguesa esperança no meio do nada montenegrino.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.