O presidente da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV), Manuel Pinheiro disse à agência Lusa que o evento se dirige ao "consumidor do Porto e Grande Porto, a quem pretende dar a provar vinhos difíceis de encontrar no mercado".

"Por outro lado, é importante também ir buscar os turistas que estão no Porto e dar-lhes a provar os nossos vinhos, pois, ao fazê-lo, tornam-se seus embaixadores nos respetivos países", considerou.

O Vinho Verde Wine Fest, que vai decorrer no edifício da Alfândega do Porto, conta com mais de 300 vinhos em prova, 20 ‘chefs’ de cozinha convidados, provas comentadas, sessões de ‘showcooking’, encontro de automóveis clássicos e ‘ateliês’ criativos para os mais pequenos.

Salientando o caráter de "convívio" que o evento "sempre privilegia", Manuel Pinheiro mostrou-se esperançado que as "perspetivas de bom tempo se concretizem" de hoje até domingo e, com isso, as pessoas possam, "num ambiente descontraído, desfrutar dos vinhos e da gastronomia".

Com uma "maior oferta de atividades" e o "mesmo número de produtores [33] de 2016", sábado e domingo terão programação especial, disse o presidente da CVRVV de um espaço também pensado para os mais novos.

"Haverá um ‘ateliê’ agrícola, que decorrerá num espaço cheio com terra, onde os mais jovens poderão plantar vinhas e perceber como funciona a biologia da vinha", sendo que depois as "poderão levar para casa".

Para o último dia está reservado um encontro de automóveis clássicos (com mais de 40 anos), estimando Manuel Pinheiro que "haverá entre 60 e 70 veículos, todos eles de colecionadores nacionais".

E num evento onde vão "ser apresentados vinhos novos da última colheita", e que também terá animação noturna, o responsável espera ultrapassar os números de visitantes de 2016.

"Em 2016 ultrapassámos as 20 mil pessoas e agora queremos chegar às 30 mil", disse.

Fonte: Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.