As autoridades locais de Banguecoque pretendem eliminar dos passeios os vendedores de comida de rua até ao final de 2017. Uma medida que está a causar polémica, visto que a chamada street food é um dos ex-líbris da cidade. Ainda há pouco tempo, a CNN elegeu Banguecoque como a Melhor Cidade do Mundo de street food pelo segundo ano consecutivo.

A Administração Metropolitana da cidade justifica a medida a favor da limpeza e segurança em detrimento da conveniência gastronómica.

As autoridades locais já retiraram os vendedores de comida de rua de zonas como a praça Siam, Pratunam e do mercado que se encontra por debaixo da ponte Phra Phuttayotfa.

"O objetivo é eliminar os vendedores de mais de 50 zonas de Banguecoque e devolver os passeios aos pedestres", disse Wanlop Suwandee, chefe de gabinete do governo local, ao site The Nation.

Existem, inclusive, sinais espalhados pela cidade a avisar os vendedores que estes têm de sair entre 16 de abril e 1 de junho deste ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.