É comum pensar-se que surgiram na França, mas a verdade é que a origem do croissant não é muito clara. Alguns dizem que nasceu em Viena de Áustria e teve com precursor um doce do século XIII — que tinha a forma de meia-lua e era feito com nozes — chamado 'kipferl’.  Outros dizem que este ícone da pastelaria internacional foi criado em Viena sim, mas só em 1683, com o intuito de celebrar a derrota dos otomanos pelas forças cristãs e a sua forma representava a lua crescente.

Diz-se que foi a austríaca Maria Antonieta, que adorava kipferls que os tornou populares em França e que os batizou com o nome francês de “croissants”, pelo qual acabaram por ficar conhecidos em todo o mundo.

Agora que voltamos ao confinamento, que tal experimentar fazer croissants em casa? Espreitem aqui a receita.

INGREDIENTES

  • 400 g de farinha
  • 260 ml de leite
  • 200 g de manteiga sem sal (à temperatura ambiente)
  • 4 colheres (de sopa) de açúcar
  • 1/4 colher (de chá) de sal
  • 1 colher (de chá) de fermento
  • 1 ovo
  • 1 colher (de chá) de leite

PREPARAÇÃO

Dissolva no leite (morno), o açúcar e o fermento.

Adicione o sal à farinha.

Misture os ingredientes húmidos e secos numa tigela grande até obter uma massa homogénea.

Cubra a massa com película aderente e deixe descansar e levedar por 2 horas ou até que a massa dobre de tamanho.

Retire a massa da tigela e divida-a em 12 partes iguais.

Estenda cada pedaço de massa com um rolo de cozinha, até ter a forma de um disco com aproximadamente 16-18 cm de diâmetro e não mais de 2 mm de espessura.

Aplique uma boa camada de manteiga sobre cada um dos discos.

Coloque cada disco (com manteiga) sobre película aderente e empilhe sobre o disco anterior. Como a manteiga está muito mole nesta fase, é preciso colocar os discos no congelador por 30-35 minutos, para que a manteiga não torne difícil trabalhar a massa.

Retire os discos de massa do congelador e estenda-os até ficarem com a forma de um retângulo. Pode retirar apenas um ou dois discos e usar os outros noutro dia. A massa aguenta muito bem no congelador.

Afinal, onde se comem os melhores croissants de Portugal?
Afinal, onde se comem os melhores croissants de Portugal?
Ver artigo

Com a ajuda de uma faca ou de um cortador de pizza, corte-os em triângulos menores e enrole cada um na forma de um croissant.

Misture 1 ovo com 1 colher (de chá) de leite e pincele cada croissant com essa mistura.

Leve os croissants ao forno a 200º C por 10 minutos e, em seguida, reduza a temperatura para 190º C e deixe assar por mais 8-12 minutos.

Retire do forno e sirva quentinhos!

Receita adaptada do site merryboosters.com

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.