Entre praias de areia branca, paisagens cobertas de um tom verde que só se encontra nos Açores, e uma vista inebriante sobre o azul dramático do Oceano Atlântico, Santa Maria é uma ilha repleta de segredos surpreendentes que deixam a vontade de um regresso futuro.

Dicas práticas para visitar Santa Maria

Voos para Santa Maria

A companhia aérea SATA voa diretamente para Santa Maria a partir de Lisboa todas as quintas-feiras e domingos. Existe uma pequena escala técnica em Ponta Delgada, mas não terá de sair do avião. Se voar em qualquer outro dia da semana terá de contar com pelo menos uma escala em Ponta Delgada, na Ilha de São Miguel, onde, aí sim, terá de sair do avião para embarcar noutro rumo a Santa Maria.

Neste último caso, o voo poderá ficar mais em conta usando o serviço de reencaminhamento gratuito inter-ilhas da SATA. A única condição é não poder permanecer mais de 24 horas seguidas em Ponta Delgada à chegada ou partida. Para mais informações leia o artigo Como Solicitar o Encaminhamento Inter-Ilhas Gratuito da SATA.

Quando visitar a Ilha de Santa Maria

O facto de Santa Maria ser a ilha mais a sul e a oriente, faz com que seja a mais quente do arquipélago, característica que deu origem à alcunha de Ilha do Sol. Por esse motivo, apesar de ser um excelente destino durante todo o ano, a primavera e o verão acabam por ser os melhores meses para aproveitar ao máximo a ilha enquanto destino balnear de excelência.

Santa Maria
créditos: Joland

Agosto é também o mês com mais dinamismo em Santa Maria, contando com eventos como o Festival de World Music Maré de Agosto, o Rally de Santa Maria e a Festa de Nossa Senhora da Assunção, padroeira da ilha. A não perder também as tradicionais Festas do Espírito Santo, com origem nos primeiros povoadores do arquipélago, que decorrem todos os domingos, desde a Páscoa até ao verão.

Viajar em segurança para Santa Maria

Atualmente existem um conjunto de regras obrigatórias para entrada nos Açores. Para além da apresentação de um teste COVID com resultado negativo, é ainda necessário preencher um conjunto de impressos oficiais: o Questionário de Avaliação do Risco e Deteção Precoce, a Declaração à Chegada aos Açores e, caso pretenda deslocar-se para outra ilha, a Declaração para Deslocação Inter-Ilhas. O preenchimento poderá (e para uma maior celeridade na entrada deverá) ser preenchido online. Para mais informações leia o artigo Como Viajar para os Açores em Tempos de Covid.

Transportes dentro de Santa Maria

A melhor forma de se deslocar dentro da Ilha de Santa Maria é de carro. A Autatlantis, uma das empresas de aluguer de carros em funcionamento na ilha, é uma excelente opção para encontrar o veículo que melhor se adapta a si e ao tipo de viagem que pretende fazer. O atendimento e a entrega dos veículos são feitos respeitando todas as regras de segurança, no que diz respeito à prevenção COVID,  e a devolução é efetuada de forma bastante célere.

Alugar carro é a melhor opção
créditos: Joland

Onde ficar em Santa Maria

O Hotel Colombo é um dos melhores alojamentos na ilha. A apenas 10 minutos de distância do aeroporto e a 5 minutos do centro de Vila do Porto, a capital da ilha, este hotel oferece quartos amplos e confortáveis, uma excelente vista sobre os campos verdes, e um pequeno-almoço bastante completo. Nos dias mais quentes recomenda-se um mergulho na sua piscina exterior.

Hotel Colombo
créditos: Joland

O que visitar e fazer na Ilha de Santa Maria

Visitar a Casa dos Fósseis / Centro de Interpretação Ambiental Dalberto Pombo

Este Centro de Interpretação Ambiental, localizado em pleno centro da Vila do Porto, reúne o  espólio do naturalista pioneiro Dalberto Pombo que, durante dezenas de anos, reuniu e colecionou vários exemplos da fauna e flora locais, não apenas para registo histórico e efeitos de estudo, como também para sensibilização ambiental da população local.

No mesmo espaço encontra-se ainda a Casa dos Fósseis onde poderá admirar vários exemplos dos fósseis marinhos encontrados na ilha, que lhe darão uma perspetiva mais abrangente sobre a origem e evolução da Ilha de Santa Maria desde o seu surgimento há mais de 8 milhões de anos. A entrada tem o valor de €2 e as visitas guiadas deverão ser marcadas com uma antecedência mínima de 48 horas, de preferência.

Centro de Interpretação Ambiental
créditos: Joland

Passear por Vila do Porto

Apesar de reduzida em dimensão, Vila do Porto, a capital da Ilha de Santa Maria, oferece vários pormenores interessantes, como os detalhes arquitetónicos nas fachadas das casas do seu centro histórico, que remontam ao século XV, altura da fundação do povoado.

Inclua ainda neste passeio uma visita à Igreja Matriz de Nossa Senhora da Assunção, uma das igrejas mais antigas dos Açores; à Ermida de São Pedro Gonçalves, datada do século XVI e erguida no local da antiga residência de África Anes, uma das primeiras mulheres a povoar Santa Maria; à Ermida de Nossa Senhora da Conceição, marcada por uma lenda secular; e o Forte de São Brás, construído no início do século XVII para proteger a ilha dos frequentes assaltos de que era alvo por corsários.

Vila do Porto
créditos: Joland

Encantar-se com o Miradouro da Vigia do Castelo

O Miradouro da Vigia do Castelo, localizado na Ponta do Castelo, na costa Sudeste da ilha, é um dos locais mágicos de Santa Maria. Com vista para o Farol de Gonçalo Velho debruçado sobre o mar no topo de uma colina isolada, a Baía da Maia e o antigo porto baleeiro, o caminho desde a estrada principal é feito por um pequeno carreiro ondulante de pedra, rodeado por catos.

Vigia do Castelo
créditos: Joland

Dar um mergulho na Praia Formosa

A Praia Formosa, localizada na Almagreira, na costa sul da ilha, é um dos locais a não perder, especialmente em dias de sol. A sua areia branca e águas cristalinas de temperatura amena vão, com certeza, deixar recordações duradouras. É aqui que se realiza ainda, todos os anos em Agosto, o festival de música mais antigo do arquipélago, o Maré de Agosto.

Descobrir o Deserto Vermelho dos Açores

O Barreiro da Faneca oferece uma das visões mais especiais do arquipélago açoriano. Esta área semidesértica de origem vulcânica com cerca de 830 hectares, está coberta por um solo argiloso de tom vermelho, que fez com que ficasse conhecida como o Deserto Vermelho dos Açores. Em determinadas zonas, o solo apresenta um curioso relevo ondulado provocado pela ação das chuvas e vento.

Deserto Vermelho
créditos: Joland

Subir ao ponto mais alto da ilha no Pico Alto

O ponto mais elevado da Ilha de Santa Maria é, como o próprio nome indica, o Pico Alto. Localizado a 590 metros de altura, o Miradouro que lá se encontra oferece uma vista de 360º sobre a ilha, em dias de menor nebulosidade.

Fazer Percursos Pedestres (ou BTT) em plena natureza

A Ilha de Santa Maria é, como tantas outras ilhas nos Açores, um verdadeiro paraíso para amantes de caminhadas em plena natureza. São vários os trilhos identificados, todos de dificuldade média, pelo que convém ter alguma experiência em caminhadas e uma preparação física adequada. O percurso mais desafiante de todos é a Grande Rota de Santa Maria (78 km) que permite dar a volta à ilha em cerca de 4 dias, visitando os seus principais pontos turísticos.

Trilhos
créditos: Joland

Se as bicicletas, e em particular o BTT, fazem parte da sua lista de paixões, entre em contacto com a AZPedal, uma associação local de BTT e trilhos que lhe poderá dar uma ajuda preciosa na descoberta dos melhores trilhos na Ilha de Santa Maria.

Explorar os inúmeros Miradouros

Numa ilha com tamanha beleza a nível de paisagens naturais, não poderiam faltar miradouros. Bons exemplos são o Miradouro da Macela, que oferece uma vista fantástica sobre a Praia Formosa, assim como um bom local para um piquenique nas mesas debruçadas sobre a falésia;  o Miradouro dos Picos de onde se vê a Vila do Porto e a área Sudoeste da ilha; o Miradouro do Pico Alto com a sua incrível perspetiva panorâmica; e o Miradouro de São Lourenço, onde terá  a oportunidade de voltar para casa com uma bela fotografia da Baía de São Lourenço.

Miradouro dos Picos
créditos: Joland

Outros miradouros a não perder: Miradouro da Tia Raulinha, Miradouro das Fontainhas, Miradouro da Pedra Rija e Miradouro das Lagoinhas.

Relaxar no Poço da Pedreira

O Pico Vermelho, um cone vulcânico formado há cerca de 3 a 4 milhões de anos, foi, durante séculos, local de extração de pedra por parte da população local. A sua exploração como pedreira terminou na primeira metade do século XX, com a chegada de outros materiais de construção como cimento e ferro à ilha.

 Poço da Pedreira
créditos: Joland

Ao longo do tempo, as suas paredes de tom avermelhado e o pequeno espelho de água que se formou na sua base, habitado por rãs e alguns peixes, fizeram com que se transformasse numa atração turística. Um espaço tranquilo com os sons da natureza como única banda sonora. No topo do Pico Vermelho encontra ainda um miradouro que lhe oferece uma vista extraordinária sobre a ilha.

Fazer um piquenique no Parque Florestal Fontinhas

As enormes árvores de origem japonesa que habitam o Parque Florestal Fontinhas não passam despercebidas, obrigando quem por ali passa a uma exploração detalhada. Este espaço com cerca de 3 hectares de extensão encontra-se extremamente bem conservado, decorado com arranjos paisagísticos irrepreensíveis, e dotado de excelentes infraestruturas como parque de merendas com grelhadores, parque infantil, wcs limpos e gel de desinfeção de mãos. É o local ideal para um piquenique tranquilo em plena natureza.

Parque Florestal Fontinhas
créditos: Joland

Admirar uma das maiores cascatas do país, a Cascata do Aveiro

Quem visita a Cascata do Aveiro, localizada no Lugar da Maia, junto ao mar, é instantaneamente recebido por dezenas de patos que prontamente correm em direção aos novos visitantes numa ruidosa manifestação, na expectativa de receberem um petisco como recompensa pela comissão de boas-vindas.

A cascata, uma das maiores do país, cuja água se precipita de uma altura de 100 metros, encontra-se no final de um pequeno percurso feito junto à ribeira. Em dias de maior calor há quem se aventure num mergulho no pequeno lago formado pela água da cascata ou apenas aproveite para se deliciar com um petisco na mesa de piquenique que ali se encontra.

Explorar a história dos Açores na Baía dos Anjos

Os visitantes da pequena vila de Anjos, localizada na costa Norte da Ilha de Santa Maria, são recebidos logo à entrada por uma imponente estátua de Cristóvão Colombo. De acordo com os registos históricos, foi aqui que o navegador fez uma escala, no regresso a Portugal após a descoberta da América. A Ermida de Nossa Senhora dos Anjos, a mais antiga de todo o arquipélago açoriano, ficou registada na história como o local onde Cristóvão Colombo mandou rezar uma missa.

Baía dos Anjos
créditos: Joland

Hoje, Anjos é um destino balnear procurado pelas piscinas naturais de águas amenas encaixadas na sua baía e protegidas do vento pelas rochas que as rodeiam. Aproveite o por do sol para beber algo fresco no Bar dos Anjos.

Admirar a Ribeira do Maloás

A Ribeira do Maloás, localizada em Santo Espírito, é um dos locais de maior interesse geológico da Ilha de Santa Maria. A invulgar estrutura formada por prismas perpendiculares que cobrem as paredes da falésia, teve origem no processo de arrefecimento de espessas escoadas de lava há milhões de anos. Destaca-se ainda uma queda de água de 15 a 20 metros de altura.

Ribeira do Maloás
créditos: Joland

LINKS ÚTEIS:

Visitei a Ilha de Santa Maria a convite da Região de Turismo dos Açores. Todas as opiniões expressas neste artigo são no entanto inteiramente minhas, sem influência de terceiros. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.