O certame, que pretende ser, segundo o município, a "montra" das atividades desenvolvidas no concelho de Odemira, no distrito de Beja, conta este ano com cerca de 50 artesãos a trabalhar ao vivo e com 200 expositores, que representam empresas, instituições e associações maioritariamente locais.

Provas de produtos como o azeite, vinho, licor, medronho, mel e o queijo, showcookings, ateliês de tecelagem colaborativa e de dança e os habituais concursos de gado, das raças bovinas Limousine e Holstein Frísia e da cabra Charnequeira, fazem parte da programação, que conta ainda com música tradicional por grupos locais.

Com a promoção do certame, que representa um investimento de 150 mil euros, o município pretende mostrar as diversas atividades económicas, sociais e culturais do concelho, contando com a participação de empresas, associações e produtores locais.

"Queremos que a feira seja multidisciplinar e que possa mostrar todas as nossas artes e ofícios", disse hoje à agência Lusa Ricardo Cardoso, vereador da Câmara Municipal de Odemira com o pelouro das feiras e mercados, indicando que "cerca de 90 por cento dos expositores são locais".

Para incentivar o empreendedorismo e destacar as iniciativas criativas e inovadoras no concelho, a Feira das Atividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira (FACECO) é também o "palco" escolhido para atribuir pela primeira vez o Prémio Espírito Empreendedor.

Este é um galardão que integra um conjunto de medidas municipais de incentivo à fixação de negócios no concelho e que prevê a distinção da Melhor Proposta de Iniciativa Empreendedora e Criativa, no valor de dois mil euros, e o Prémio Novas Iniciativas Empresariais, que contempla a atribuição de 500 euros ao terceiro classificado, mil ao segundo e 1.500 ao primeiro.

Este ano, a feira, que decorre anualmente na vila de São Teotónio, conta com um espaço exterior "mais tratado", que foi alvo de investimento da autarquia, contando agora com "zonas mais acolhedoras" e com capacidade para "mais visitantes".

A câmara aproveita ainda o evento para inaugurar, no sábado, o Parque Urbano da Quinta da Elsa, uma das obras concretizadas através do programa Orçamento Participativo, e o novo skate parque da vila, investimentos municipais feitos em São Teotónio que rondam ao todo 225 mil euros.

Com ingressos diários a dois euros, a organização, a cargo da autarquia, espera que 25 a 30 mil pessoas passem pela FACECO nos três dias de certame, que termina as noites com concertos de Melech Mechaya, na sexta-feira, Anaquim, no sábado, e ÁTOA, no domingo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.