Já lhe aconteceu estar num país, de férias, a ler um livro tranquilamente à beira da piscina e, de repente, um local senta-se ao seu lado e começa a meter conversa? E pensa: porque está esta pessoa a invadir o meu espaço pessoal?

Pois bem, o estudo "Preferred Interpersonal Differences: A Global Comparison" dá-lhe a resposta, com a revelação das nacionalidades que não têm problemas em se aproximar de um estranho e as que prezam o seu espaço.

Para o estudo foram entrevistadas 8.943 pessoas de 42 paises diferentes, com o objetivo de comparar as distâncias preferidas interpessoais em todo o mundo.

A cada participante foi dado um gráfico, que mostrava duas pessoas de pé a dois metros de distância, e em seguida foi-lhes pedido que indicassem o ponto em que não se sentiriam confortáveis com a proximidade em relação a um amigo, um estranho e um conhecido.

Os romenos são dos que mais valorizam o seu espaço pessoal e, em média, gostam de manter uma distância de 140cm entre si e um estranho. Na linha dos que preservam a distância, seguem-se a Hungria e a Arábia Saudita, com 131cm e 127cm respetivamente.

Estes são os 10 países que gostam de manter uma certa distância com estranhos:

Roménia - 140 (cm)
Hungria - 131
Arábia Saudita - 127
Turquia - 123
Uganda - 122
Paquistão - 120
Estónia - 118
Colombia - 117
Hong Kong - 116
China - 116

Por outro lado, os países que gostam de proximidade são a Argentina (77cm), Perú (80cm) e Bulgária (81cm).

Da próxima vez que visitar um destes 10 países, não se admire se um local, de repente, se aproximar de si:

Argentina - 77 (cm)
Perú - 80
Bulgária - 81
Ucrânia - 86
Áustria - 88
Eslováquia - 89
Rússia - 89
Grécia - 91
Sérvia - 92
Itália - 93

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.